Divulgação
Divulgação

No clássico do centenário, Grêmio bate Inter de virada por 2 a 1

O time vencedor foi o mesmo de 18 de julho de 1909, quando o clube tricolor goleou o rival por 10 a 0

CARLOS ALBERTO FRUET, Agencia Estado

19 de julho de 2009 | 19h31

Um dia depois de completar o seu centenário, o maior clássico do futebol gaúcho, o Gre-Nal, teve a vitória de virada do Grêmio sobre o Internacional por 2 a 1, neste domingo, no estádio Olímpico, em Porto Alegre. O time vencedor foi o mesmo de 18 de julho de 1909, quando o clube tricolor goleou por 10 a 0.

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O jogo, válido pela 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro, colocou o Grêmio na sétima posição, com 18 pontos. O Internacional caiu uma posição - agora é o terceiro colocado, com 23, dois atrás dos líderes Atlético Mineiro e Palmeiras.

O jogo, no primeiro tempo, foi de boa qualidade técnica e o Grêmio, mesmo com o domínio territorial, não levava perigo ao gol de Lauro. O Internacional se aproveitou disso e num contra-ataque fulminante fez 1 a 0 com Nilmar, aos 24 minutos, encobrindo Victor com categoria.

O empate do Grêmio veio ainda na primeira etapa, aos 35 minutos, quando o meia Souza, em cobrança de falta na entrada da área, acertou uma cobrança indefensável no ângulo direito de Lauro.

Veio o segundo tempo e o panorama continuava o mesmo: as duas equipes não conseguiam atacar com perigo. O Grêmio, aos poucos, foi dominando as ações e o gol de Maxi Lopes, aos 25 minutos - após jogada área -, premiou, com justiça, um time que soube marcar o adversário com maior precisão.

GRÊMIO 2 x 1 INTER

Grêmio - Victor; Mário Fernandes (Makelele), Rafael Marques, Rever e Fábio Santos; Túlio, Adílson, Souza e Tcheco; Herrera (Jonas) e Maxi Lopez. Técnico: Paulo Autuori.

Internacional - Lauro; Bolívar (Danilo Silva), Índio, Sorondo e Kleber; Sandro, Guiñazu, Andrezinho (Giuliano) e D'Alessandro; Taison (Alecsandro) e Nilmar. Técnico: Tite.

Gols - Nilmar, aos 24, e Souza, aos 35 minutos do primeiro tempo; Maxi Lopes, aos 25 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Tcheco (Grêmio); Guiñazu e Taison (Internacional).

Árbitro - Leonardo Gaciba (Fifa-RS).

Renda - R$ 790.721,00.

Público - 36.046 pagantes (40.020 no total).

Local - Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.