Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

No Corinthians, Maycon lembra apedrejamento e ‘galinha’ para defender Gabriel

Volante questiona o motivo do São Paulo também não ser julgado quando criou confusão no clássico

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2017 | 17h29

O volante Gabriel foi denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva e poderá desfalcar o Corinthians por até seis partidas no Campeonato Brasileiro. Maycon, seu companheiro de posição, lembra das provocações de Maicon, ex-São Paulo e do apedrejamento do ônibus corintiano no clássico disputado no último domingo, como forma de defender seu companheiro de clube.

“E o que o Maicon fez no Paulista, imitando uma galinha, justifica? No Paulista não teve punição ao Maicon. O Gabriel é um garoto bom e está sofrendo pelo que aconteceu domingo. O futebol é alegria e ele extrapolou, sim, mas muitas coisas aconteceram também. Esperamos que ele não pegue essa punição, pois é um jogador que está no nosso esquema”, disse o volante.

Maycon ressaltou também que o ônibus do Corinthians foi apedrejado quando chegava ao Morumbi no último domingo e que o time tricolor não passará por julgamento. “Não dá para entender. Nosso ônibus foi apedrejado e ninguém falou nada. Mas o Gabriel está tranquilo e esperamos que ele não pegue nada”.

Durante a primeira fase do Campeonato Paulista, o zagueiro Maicon, ainda no São Paulo, fez um gol no empate por 1 a 1 e na comemoração imitou uma galinha. Como punição, recebeu apenas um cartão amarelo. Já no domingo, pedras arremessadas pelos torcedores são-paulinos chegou a trincar o para-brisa do ônibus.

Já Gabriel foi denunciado após fazer um gesto obsceno para os são-paulinos, durante a celebração do gol corintiano. O julgamento ocorre no início da semana  que vem e a punição pode ser de dois a seis jogos.

Ainda em relação a punições, quatro corintianos foram denunciados pela Conmebol pela confusão na partida com o Racing, nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. O goleiro Walter, o lateral-esquerdo Marciel, o meia Rodriguinho e o atacante Kazim serão julgados e podem ser suspensos, em punições que serão válidas apenas em torneios continentais.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.