Divulgação
Divulgação

No Cruzeiro, Marcelo Moreno celebra fim do seu longo jejum de gols

Atacante não sabia o que era marcar desde a Copa do Brasil de 2013

Agência Estado

06 de fevereiro de 2014 | 10h04

BELO HORIZONTE - Ao fechar a vitória por 3 a 1 sobre o Villa Nova, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, e ajudar o Cruzeiro a assumir a liderança do Campeonato Mineiro, Marcelo Moreno celebrou o fim de um jejum de gols que durava desde julho do ano passado. De volta à equipe celeste, onde teve boa passagem entre 2007 e 2008, ano em que chegou a ser o artilheiro da Libertadores, o atacante não sabia o que era marcar desde quando ajudou o Flamengo a bater o ASA por 2 a 1, pela Copa do Brasil de 2013.

Desde aquele duelo, o boliviano ficou quase meia temporada sem fazer gols e ainda passou em branco em seus dois primeiros jogos com a camisa cruzeirense neste seu retorno ao clube mineiro. "A metade do gol é do Everton (Ribeiro), que deu um passe perfeito. Ele já estava me procurando antes e felizmente consegui fazer o gol e ajudar o Cruzeiro. Eu acho que só tinha 45 minutos e tinha que resolver meu problema ali no campo. Espero que possa fazer muitos outros gols ainda", disse Marcelo Moreno, que chegou a se emocionar com o gol marcado e só atuou no primeiro tempo do duelo desta quarta.

"Graças a Deus fui abençoado com o gol e pude retribuir o carinho que o torcedor me deu desde que eu cheguei. Eu estava ansioso em fazer esse gol. Depois de seis anos voltando para a minha casa e o torcedor me recebendo assim, é muito emocionante e com certeza essas lágrimas são merecidas", reforçou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroMarcelo Moreno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.