Carlos Chicarino/Estadão
Carlos Chicarino/Estadão

No dia do amigo, relembre duplas que marcaram o futebol brasileiro

O bom entrosamento foi refletido em grandes conquistas

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2020 | 19h00

De Pelé e Coutinho a Neymar e Ganso. Parcerias no futebol podem ser precursoras de grandes amizades. Para celebrar o dia do amigo, o Estadão relembra duplas que fizeram sucesso no futebol brasileiro. Vale lembrar que o bom entrosamento foi refletido em grandes conquistas.

Pelé e Coutinho

Responsáveis por transformar a “tabelinha” em um lance corriqueiro de tanto que faziam, Pelé e Coutinho marcaram a história do Santos. Ambos são responsáveis por marcar mais de 1.450 gols e por terem conquistado 19 títulos de expressão com a camisa alvinegra.

Pelé e Garrincha

Já imaginou uma dupla de jogadores que nunca perdeu uma partida juntos? Pois bem. Pelé e Garrincha são a prova de que isso é possível. Ambos venceram mais de 85% dos jogos que disputaram lado a lado. Foram 30 partidas: 26 vitórias e 4 empates. A primeira aconteceu há 62 anos, no dia 18 de maio de 1956, contra a Bulgária.

Casagrande e Sócrates

Essa dupla ficou marcada dentro e fora dos gramados. Ambos são considerados os idealizadores da Democracia Corinthiana, movimento de apoio ao processo de redemocratização do Brasil. A história dos jogadores rendeu um livro: “Sócrates & Casagrande – Uma história de amor”, escrito por Gilvan Ribeiro e Walter Casagrande Júnior.

Washington e Assis

Conhecidos pela formação do “Casal 20”, em alusão a um seriado de TV, ambos fizeram história no Fluminense na década de 80. A dupla foi responsável pela conquista do tricampeonato carioca (1983, 1984 e 1985) e do Brasileirão de 1984.

Romário e Bebeto

Com a camisa da seleção brasileira, essa dupla supera os números de Pelé e Garrincha. Ambos atuaram juntos entre 1989 e 1997 e marcaram 68% dos gols da amarelinha. Ao todo, foram 31 tentos (14 de Bebeto e 17 de Romário) dos 45 marcados pela seleção. Eles formaram a dupla da Copa de 94 e conquistaram o tetracampeonato mundial do Brasil.

Ronaldo e Ronaldinho

Ambos alimentaram o sonho de uma nova geração do futebol brasileiro. Ronaldo Fenômeno e Ronaldinho Gaúcho marcaram época na conquista do pentacampeonato mundial da seleção brasileira, em 2002, com jogadas magistrais.

Neymar e Ganso

Essa talvez seja a parceira que mais marcou o futebol recente. Neymar e Ganso foram responsáveis pelo resgate do “futebol arte” do Santos. Ambos conquistaram a Libertadores de 2011 e a Copa do Brasil de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.