Twitter/Flamengo
Twitter/Flamengo

No 'dia mais feliz da vida', Paquetá diz não saber se será poupado de jogo do Fla

Jogador de 20 anos comemorou a primeira chance de poder atuar pela seleção pentacampeã do mundo

Estadão Conteúdo

17 Agosto 2018 | 14h50

O atacante Lucas Paquetá concedeu entrevista coletiva no CT do Flamengo nesta sexta-feira logo após ter recebido a notícia da convocação para a seleção brasileira, anunciada pelo técnico Tite momentos antes - o Brasil fará amistosos contra Estados Unidos e El Salvador em setembro.

O jogador de 20 anos comemorou a primeira chance de poder atuar pela seleção pentacampeã do mundo e também falou sobre os preparativos para a próxima rodada do Campeonato Brasileiro. Paquetá disse que não sabe se será poupado do duelo do time rubro-negro, domingo, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba.

"Acho que hoje é um dia para entrar na lista dos mais felizes da minha vida. Estou muito contente. Preciso agradecer aos companheiros e ao Flamengo, que me deram todo o suporte para que esse sonho fosse possível. O trabalho aqui no Flamengo vai te aproximando cada vez mais de grandes conquistas e eu vou continuar lutando por isso", disse o jogador.

Paquetá participou normalmente das atividades nesta sexta-feira. No entanto, por conta da sequência de jogos, o técnico Maurício Barbieri pode poupá-lo da partida do Campeonato Brasileiro. "Se eu vou jogar domingo, ainda não sei. Descansamos, viramos a chave, a liderança está em jogo, e será um jogo difícil", afirmou.

O Flamengo está na segunda colocação da tabela do Campeonato Brasileiro com 37 pontos, um a menos do que o líder São Paulo. "Não podemos fazer nada diferente do que já estamos fazendo e entrar com força total para sair com a vitória", avisou Paquetá, que também comentou sobre a disputa simultânea de três competições.

"Brigar em mais de uma competição é sempre mais difícil, mas nós aqui estamos dispostos a buscar. Isso define o Flamengo: entrar para vencer. Nós faremos a nossa parte para retomar essa liderança", completou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.