Felipe Rau / Estadão
Felipe Rau / Estadão

São Paulo anuncia setor mais barato para a torcida no dia que Morumbi completa 61 anos

Valor das entradas será de R$ 20 e terá capacidade para 10 mil torcedores, aproximadamente; Julio Casares, presidente tricolor, também apresentou novo camarote

Redação, Estadão Conteúdo

02 de outubro de 2021 | 19h39

No mesmo dia em que o Morumbi completa 61 anos, o presidente do São Paulo, Julio Casares, anunciou em suas redes sociais, na tarde deste sábado, a inauguração de dois novos setores no estádio tricolor: o Setor Popular, com capacidade para 10 mil pessoas; e o Camarote dos Ídolos, que vai conseguir comportar até 1070 torcedores. As medidas já vão poder ser utilizadas no Campeonato Brasileiro deste ano.

O Setor Popular vai ser destinado aos torcedores de menor poder aquisitivo, e o valor cobrado pelos ingressos será de R$ 20. No Morumbi, este setor ficará localizado no espaço que abrigou a antiga arquibancada amarela. As novidades fazem parte das promessas da campanha de Casares, que assumiu a presidência do São Paulo no começo do ano.

“A partir do momento em que as autoridades decretarem o 100% (da ocupação dos estádios), como prometido a partir de novembro, nós teremos esse benefício que é o setor popular cumprindo um dos nossos compromissos com o torcedor”, afirmou o mandatário são paulino olhando diretamente para a câmera durante a gravação, afirmando que a medida poderá beneficiar os torcedores que vão “muito pouco ao estádio por falta de condições”, ou para aqueles que nunca foram ao Morumbi.

Como forma de compensar os valores mais baratos, Casares também apresentou o Camarote dos Ídolos. A ideia é que os torcedores, por meio de um ingresso mais caro, consiga assistir aos jogos do São Paulo ao lado de jogadores célebres que fizeram sucesso com a camisa tricolor. A proposta, de acordo com Casares, é que o São Paulo arrecade com o Camarote dos Ídolos o suficiente para cobrir a venda dos ingressos mais baratos.

"O estádio do Morumbi é muito grande. Ele pode abrigar a classe A, B, C, D e E”, afirmou o presidente. “É um presente para você (torcedor), no dia em que comemoramos 61 anos do nosso estádio”, completou.

Os estádios em São Paulo só poderão receber torcida com 100% de sua capacidade a partir de novembro. O Governador João Dória (PSDB), definiu que o retorno dos torcedores no estado será feita de forma gradual: 30% a partir de segunda-feira, dia 4 deste mês;  50% depois de 14 de outubro; e, finalmente, 100% a partir de 1 de novembro. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.