No embalo do título, Cruzeiro goleia Flu

A festa da torcida cruzeirense não tem fim. Na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, em partida que marcou a entrega do troféu ao campeão da competição, o Cruzeiro goleou o Fluminense, por 5 a 2, na tarde deste domingo, no Mineirão. Os gols foram marcados por Mota, Alex (2), Márcio Nobre e Zinho, para os mineiros. Rodolfo e Jadílson descontaram para os cariocas. Com a vitória, a Raposa, que fazia o jogo das faixas, chegou a 97 pontos. Já o Tricolor, que luta para escapar do rebaixamento, manteve os 49 pontos, mas agora ocupa a perigosa 20ª colocação.Os reflexos das comemorações pela conquista do Brasileiro foram vistos no primeiro tempo do Cruzeiro. O time mineiro jogou durante toda a etapa inicial visivelmente desconcentrado, insistindo nas trocas de passe no meio-campo, sem nenhuma objetividade ofensiva. As melhores jogadas criadas pela Raposa nasciam das arrancadas do lateral Maurinho, pela direita, que não eram acompanhadas pelos demais companheiros.Precisando somar pontos para escapar do rebaixamento, o Fluminense tentava conter as jogadas do adversário, mas pecava na falta de organização e qualidade da equipe. Com uma postura exageradamente defensiva, o Tricolor esperava os erros da Raposa para tentar subir ao ataque nos contra-ataques, iniciados pelo lateral Jadílson. E justamente numa jogada em que o lateral prendeu a bola, irritando os companheiros que pediam o passe, saiu o primeiro gol da partida.Depois de ter a jogada dominada, por um companheiro de marcação, o volante Augusto Recife, que cometeu falta em praticamente todas as investidas, segurou o lateral Jadílson, na intermediária. Aos 24 minutos, o zagueiro Rodolfo, apresentou-se para cobrar. Poucos minutos antes, o zagueiro, da mesma posição, já tinha cobrado uma falta nas arquibancadas. Porém, desta vez, Rodolfo cobrou no meio do gol, rasteiro e abriu o placar para o Tricolor. A bola saiu fraca, mas passou entre as pernas de Gomes, que cometeu uma falha incrível.Na volta para o segundo tempo, o técnico Wanderley Luxemburgo substituiu Augusto Recife e Wendell, por Felipe Melo e Zinho, respectivamente, na tentativa de dar mais qualidade na criação das jogadas ofensivas. Porém, o Cruzeiro chegou ao gol de empate na sua jogada mais tradicional. Logos aos 3 minutos, com a falha do lateral Jadílson, Maurinho ficou livre para descer à linha de fundo, levantar a cabeça e cruzar para a pequena área. A bola encontrou o atacante Mota que, na frente de Kléber, só teve o trabalho de completar para as redes e empatar a partida.E as falhas que colocaram o Fluminense próximo ao rebaixamento voltaram a aparecer. Aos 16 minutos, Leandro cruzou da esquerda para dentro da área. A bola passou por Marcão e encontrou Alex que marcou um belo gol. O armador, de costas para o gol e entre dois zagueiros, deu um leve toque na bola e encobriu o goleiro Kléber que saltou, mas não conseguiu evitar a virada do Cruzeiro.Desarticulado em campo, com as saídas de Romário e Rodolfo, que sentiram contusão, o Tricolor não conseguia mais segurar as jogadas ofensivas do adversário. E, aos 26 minutos, novamente, Leandro desceu pela esquerda, passou com facilidade por Júnior César, que ficou caído no gramado, e cruzou para dentro da pequena área. O atacante Márcio Nobre antecipou-se e fez o terceiro gol cruzeirense.Com a vantagem no placar, o time mineiro não diminuiu o ritmo. Em nova descida pela lateral, desta vez com Maicon, pela direita, a Raposa chegou ao seu quarto gol. Aos 32 minutos, o lateral rolou a bola para Alex na entrada da área. Inspirado na partida, o jogador dominou e disparou para o gol, fazendo 4 a 1 para o Cruzeiro.Aproveitando a bobeira do time mineiro, que ainda comemorava o quarto gol, o Tricolor conseguiu chegar ao seu segundo gol. Aos 33, Jadílson, que sofreu durante toda a partida com as descidas dos laterais da Raposa, decidiu arriscar um chute de fora da área. A bola desviou no zagueiro Cris, enganou o goleiro Gomes, parando somente dentro do gol.Antes de qualquer reação do Tricolor, no último minuto, o veterano Zinho penetrou na área e completou a goleada celeste, fechando o placar em 5 a 2 para o Cruzeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.