No Engenhão, Botafogo enfrenta o Olimpia em nova decisão pela Libertadores

Confronto é válido pelo primeiro confronto da terceira fase preliminar da principal competição das Américas

Thiago Rabelo, especial para a AE, O Estado de S.Paulo

15 Fevereiro 2017 | 08h06

Após a emocionante classificação contra o Colo-Colo, o Botafogo tem apenas mais um desafio para conseguir ingressar na fase de grupos da Copa Libertadores. Às 21h45, nesta quarta-feira, no estádio do Engenhão, no Rio, o time alvinegro recebe o Olimpia, do Paraguai, em jogo válido pelo primeiro confronto da terceira fase preliminar da principal competição das Américas.

Assim como no estágio anterior, o classificado sairá do somatório dos dois jogos, com o gol marcado fora de casa como critério de desempate. Em caso de igualdade total, o vencedor do duelo - que entrará no Grupo A ao lado de Atlético Nacional (Colômbia), Barcelona (Equador) e Estudiantes (Argentina) - será definido em decisão de pênaltis.

Focado na Libertadores, o Botafogo não se importou com a eliminação precoce na Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. Com todos os titulares poupados na derrota para o rival Flamengo, o técnico Jair Ventura terá o que queria: força praticamente máxima para a decisão.

Dúvidas para o confronto, o zagueiro Carli e os meias Camilo e Montillo treinaram normalmente e foram liberados para a partida. Ainda sem ter estreado, o defensor é o único que ficará no banco de reservas. O único problema de Jair Ventura é o goleiro paraguaio Gatito Fernández, com dores na coxa e vetado. O substituto será Helton Leite.

Com a necessidade de vencer, o Botafogo terá uma postura ofensiva, com dois meias e dois atacantes para ter uma vantagem confortável para o jogo do próximo dia 22, em Assunção, no Paraguai. "Vamos jogar para frente, não tem jeito. Tem que ser com equilíbrio, mas a tendência é ser ofensivo", disse o treinador.

Classificado para a terceira fase preliminar após derrotar o atual vice-campeão Independiente del Valle, do Equador, o Olimpia pode ter uma novidade para a decisão. Ex-jogador do Bayern de Munique, o centroavante Roque Santa Cruz pode ganhar a vaga de Brian Montenegro. Além do jogador da seleção paraguaia, o time conta com Riveros e Pablo Mouche, ex-Grêmio e Palmeiras, respectivamente.

Mais conteúdo sobre:
futebol Botafogo Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.