Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

No estádio do Corinthians, Santos encara Novorizontino em busca de confiança

Já líder da sua chave, clube alvinegro terá vantagem no mando de campo na segunda fase do Paulistão

Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

26 de julho de 2020 | 05h03

Em um estádio pouco afeito ao torcedor do clube, o Santos entra em campo neste domingo, às 16 horas, pela rodada final do Campeonato Paulista, com a intenção e deixar o clima menos conturbado no clube. Na Arena Corinthians, o time enfrentará o Novorizontino em uma partida com pouco interesse para a classificação, mas que pode ajudar o time a recuperar a confiança.

Líder do Grupo A, a chave que possui três dos piores times da competição, o Santos já garantiu o primeiro lugar da chave, o que lhe dará a vantagem do mando nas quartas de final, diante de Água Santa, Ponte Preta ou Oeste. Mas tem uma campanha fraca, com 16 pontos em 33 possíveis, apenas a sétima entre os 16 participantes do Estadual.

Além disso, ainda que tenha exibido poder de reação para ao menos arrancar o empate contra o Santo André, com um jogador a menos na última quarta-feira, vem de tropeços, pois havia perdido para o São Paulo antes da paralisação do Paulistão. E ainda sofre com desfalques e um clima pesado nos bastidores.

Na última semana, membros da Torcida Jovem protestaram de segunda até sexta-feira contra o presidente José Carlos Peres, pedindo a renúncia do dirigente. Os atos foram motivados pelas ações na Justiça do goleiro Everson e do atacante Eduardo Sasha, que tentam se desligar do clube, por atrasos salariais, além de reclamarem do corte salarial sem um acordo durante a pandemia, algo que incomodou o elenco.

Agora, para encarar o Novorizontino, perdeu outras das suas referências, o uruguaio Carlos Sánchez, expulso diante do Santo André. A ausência do uruguaio deve indicar alguns dos planos do técnico português Jesualdo Ferreira para a sequência da temporada. Ele poderá dar uma chance a Anderson Ceará, promessa da base e que recentemente renovou o seu contrato, ou "reabilitar" Jean Mota, que pouco atuou com o treinador em 2020.

Já os antes reservas Vladimir e Kaio Jorge ganham nova chance no time diante do imbróglio jurídico com os companheiros. "Estou tendo uma oportunidade muito grande, talvez a maior de todas. Vou procurar agarrá-la da melhor maneira possível, como sempre faço quando entro em campo com a camisa do Santos", afirmou o goleiro.

Embora inaugurada em 2014, a Arena Corinthians é um estádio bem conhecido pelo Santos, o adversário que mais vezes atuou contra o seu proprietário por lá. Só que o retrospecto é ruim, pois só conquistou uma vitória pela Copa do Brasil de 2015, tendo perdido sete vezes e empatado outras cinco. Dessa vez, porém, o mando será do Novorizontino, que não atua no seu estádio por causa do surto de coronavírus na sua região.

O Novorizontino não tem mais chances de se classificar para as quartas de final, mas o jogo tem importância para o clube. Os paulistas têm três vagas na Série D do próximo ano através do Estadual. Uma delas já é do Santo André. As outras duas estão sendo disputadas por Mirassol (17 pontos), Novorizontino (16) e Inter de Limeira (14). Na terceira colocação do Grupo B, o time precisa de uma vitória para garantir um calendário cheio em 2021, independentemente do que acontecer na sequência desta temporada.

Até a última rodada, a equipe era a única invicta no Paulistão. Em relação ao time que perdeu para a Ponte Preta, por 2 a 0, na última quarta-feira, o técnico Roberto Fonseca tem o retorno do lateral-esquerdo Paulinho, que estava suspenso. Ele deixou no ar a possibilidade de fazer mais mudanças. "Pode acontecer de dar oportunidade para alguns jogadores, depende muito da avaliação clínica dos jogadores. Mas acredito que a gente deve ter todos à disposição", comentou.

FICHA TÉCNICA:

NOVORIZONTINO X SANTOS

NOVORIZONTINO - Oliveira; Willean Lepu, Adriano, Bruno Aguiar e Paulinho; Léo Baiano, Adilson Goiano e Vinícius Kiss; Guilherme Queiroz, Cléo Silva e Batista. Técnico: Roberto Fonseca.

SANTOS - Vladimir; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan;  Alison, Diego Pituca e Anderson Ceará (Jean Mota); Soteldo, Kaio Jorge e Arthur Gomes. Técnico: Jesualdo Ferreira.

ÁRBITRO - Vinicius Furlan.

HORÁRIO - 16 horas.

LOCAL - Arena Corinthians, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.