No Fluminense, Renato Gaúcho rebate ironias de Joel Santana

Chamado de 'baby' pelo flamenguista, treinador do Flu se irrita e diz que chegou ao 'limite'

30 de novembro de 2007 | 20h14

Tinha tudo para ser uma semana tranqüila nas Laranjeiras, com o clube já classificado para a Libertadores e se preparando para a partida de domingo contra o Santos, na Vila Belmiro. Mas as declarações do técnico do Flamengo, Joel Santana, ao jornal O Dia agitaram o clube nesta sexta-feira e irritaram Renato Gaúcho. Joel chamou o colega do Fluminense de 'baby', e disse que merecia umas palmadas por tê-lo derrubado do Fluminense no início do ano. O treinador do time rival diz ainda que Renato ainda está aprendendo e "não tem nem mestrado". Renato rebateu as declarações. "Não agüento mais essas historinhas", disse. "Tenho muita coisa pra dizer e não estou dizendo nada. Vou ficar quieto pela última vez", ameaçou Renato, já preparando o terreno para um possível confronto com o Flamengo na Libertadores. "Ele [Joel] disse que o bicho vai pegar no Fla-Flu. Vai pegar, sim. Ah, vai! E como vai". Polêmicas à parte, o Fluminense enfrenta o Santos neste domingo. O time carioca, já classificado para a Libertadores por ter vencido a Copa do Brasil, não tem mais objetivos no torneio nacional. Já o Santos quer vencer para garantir a segunda posição no Brasileirão.

Mais conteúdo sobre:
FluminenseBrasileirão Série A

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.