Yuri Kochetkov/EFE
Yuri Kochetkov/EFE

No grupo com Espanha e Portugal, técnico diz que Irã mira oitavas da Copa

Carlos Queiroz destaca evolução de sua equipe nos últimos quatro anos

Estadão Conteúdo

28 de fevereiro de 2018 | 13h02

O Irã vai à sua segunda Copa do Mundo seguida sonhando alto. Mesmo ao lado de potências como Portugal e Espanha no Grupo B, o técnico Carlos Queiroz garantiu que o maior objetivo da seleção asiática é chegar às oitavas de final da competição deste ano, na Rússia.

+ Pelé manda mensagem de apoio a Neymar: 'Temos uma Copa do Mundo para vencer'

+ Médicos terão acesso a vídeos na Copa para analisar choques na cabeça

"Nós queremos conquistar a classificação para a segunda fase, mas, obviamente, esta será uma tarefa muito difícil", declarou em entrevista ao site da Fifa. "O objetivo é passar à fase de mata-mata, mas, para fazer isso, vamos ter que nos preparar da maneira correta."

Na Rússia, o Irã disputará sua quinta Copa do Mundo, sendo que esta será a primeira vez que jogará duas consecutivas. No Brasil, em 2014, o país terminou na última colocação do Grupo F, o mesmo de Argentina, Nigéria e Bósnia, com apenas um ponto conquistado.

"Todos acreditam que estamos no grupo mais difícil da Copa do Mundo, já que teremos dois candidatos ao título, a Espanha e Portugal. Mas o objetivo é melhorar nosso último desempenho e seguir progredindo, não só na Rússia, mas nas próximas competições asiáticas e Eliminatórias para a Copa do Mundo", afirmou Queiroz.

Para manter vivo o sonho de ir às oitavas, o treinador lembrou da evolução apresentada pelos iranianos após o último Mundial. "O Irã melhorou muito. Com a experiência no Brasil e com vários jogadores indo para a Europa, nos tornamos mais sólidos e competitivos. Jogar torneios asiáticos não é a mesma coisa de disputar partidas internacionais. Estamos melhores."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.