No Inter, quatro jogadores disputam vaga de Tinga

O Internacional terá de mudar a característica de seu meio-de-campo para enfrentar o Libertad, quinta-feira, em Assunção, no jogo de ida das semifinais da Copa Libertadores da América. O volante Tinga e seu substituto imediato Perdigão estão fora, deixando uma vaga para ser disputada por Índio, Wellington Monteiro, Adriano Gabiru e Michel, que têm características diferentes e forçarão o técnico Abel Braga a mexer no esquema do time. Tinga sofreu um estiramento muscular na partida de quinta-feira passada, contra a LDU, e Perdigão foi atingido por uma bolada no olho no jogo de domingo, contra o Botafogo. Como chegou a perder a visão por alguns minutos, também foi afastado para passar a semana fazendo exames. O treinador Abel Braga usa a indefinição como um ingrediente a mais do mistério que tenta fazer para confundir os adversários. Nesta segunda-feira, o treino do Internacional foi secreto. Nem mesmo ao alongamento que os jogadores fazem no campo, depois dos exercícios, pôde ser visto por torcedores e repórteres. Apesar de vir jogando no esquema 4-4-2, Abel deu a entender que pode mudar para o 3-5-2, de acordo com a característica do jogador que escolher para o lugar de Tinga. Neste caso crescem muito as chances de Índio, que entraria em sua própria posição, de zagueiro, para proteger as costas do laterais Elder Granja e Jorge Wagner, que teriam mais liberdade para apoiar. O Internacional viaja para o Paraguai na madrugada desta quarta-feira. Os diretores do clube brasileiro acreditam que podem contar com o apoio de 5 mil torcedores que vivem no sudoeste do Paraná a estariam dispostos a ir a Assunção para participar de um momento histórico do time.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.