No meio da tabela, Palermo e Sampdoria demitem seus treinadores na Itália

Mesmo fazendo campanhas medianas e longe da zona de rebaixamento, Sampdoria e Palermo mostraram que não estão nada satisfeitos com este início de temporada no Campeonato Italiano e promoveram mudanças nesta terça-feira. Décimo e 12.º colocados da competição, respectivamente, ambos os clubes decidiram demitir seus treinadores.

Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2015 | 11h37

A maior surpresa ficou por conta do Palermo. Mesmo depois de vencer o Chievo por 1 a 0 no último domingo, o clube demitiu Giuseppe Iachini. A 12.ª colocação na tabela, com 14 pontos, não vinha agradando a diretoria, que agiu rápido e já anunciou a contratação de Davide Ballardini como novo comandante.

Já a Sampdoria não vence há três rodadas - uma derrota e dois empates - e perdeu para a Fiorentina na última partida. Em décimo, com 16 pontos, o time dispensou o técnico Walter Zenga. Ainda não há a confirmação de seu substituto, mas a imprensa italiana fala no nome de Vincenzo Montella.

Se dois treinadores foram demitidos nesta terça-feira, somente outras três mudanças haviam acontecido no restante da temporada na primeira divisão italiana. O Carpi dispensou Fabrizio Castori, antes de recontratá-lo na semana passada. A outra foi a chegada de Roberto Donadoni ao Bologna, na vaga de Delio Rossi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.