Washington Alves/Reuters
Washington Alves/Reuters

No Mineirão, torcedores são obrigados a entregar cartaz de protesto à Fifa

Um dos torcedores, mais revoltado, chegou a escrever na barriga 'mais escola, mais saúde'

VÍTOR MARQUES - Enviado Especial, O Estado de S. Paulo

22 de junho de 2013 | 17h13

BELO HORIZONTE - A onda de protestos que tomou contra o País assusta a Fifa a tal ponto que torcedores estão tendo sérios problemas até mesmo nos estádios da Copa das Confederações.

 

Dois torcedores que assistem à partida entre Japão e México no Mineirão tiveram que entregar à funcionários da entidade cartazes que exigiam mais saúde e educação no Brasil.

 

Eles não foram expulsos do estádio mas tiveram que entregar os cartazes, que foram rasgados. Um dos torcedores, mais revoltado, chegou a escrever na barriga "mais escola, mais saúde."

 

Antes do jogo, funcionários da Fifa já estavam atentos a essa determinação. E estavam proibindo que torcedores entrassem no estádio com cartazes de protestos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.