No Palmeiras, Juninho não desanima

Com a experiência de oito anos no futebol europeu, sempre disputando campeonatos por pontos corridos, o meia Juninho não tem dúvidas de que o Palmeiras ainda pode tirar a vantagem estabelecida pelo líder Internacional, que agora é de oito pontos. Restando 15 rodadas, o jogador se baseia no equilíbrio entre as equipes para sustentar seu ponto de vista. ?Se fosse qualquer outro campeonato do mundo, seria praticamente impossível reverter a vantagem. Mas em se tratando de Campeonato Brasileiro, tudo é possível. Não tem nada perdido e dá para a gente buscar a liderança, sim?, afirmou Juninho. Um dos jogadores mais experientes do elenco, com 32 anos (só não é mais velho que Marcos, Sérgio e Gamarra), Juninho ainda lamentava, nesta quinta-feira, os erros cometidos pela equipe no clássico contra o Santos, na noite de quarta. ?Foi uma derrota muito ruim porque eram pontos preciosos, contra um adversário direto. Tivemos muitas chances de gol, mas falhamos nas finalizações. E o goleiro deles (Saulo) foi muito feliz?, comentou o meia do Palmeiras. Juninho disse ainda que não adianta ficar chorando os pontos perdidos. ?O Santos já é passado. Precisamos pensar no Goiás?, avisou. Segundo o meia, o time goiano, adversário deste domingo, no Palestra Itália, ?é uma equipe muito bem armada e que vai dar trabalho?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.