Rubens Chiri/ saopaulofc.net
Rubens Chiri/ saopaulofc.net

No Paraguai, São Paulo recebe vacina contra covid-19 oferecida pela Conmebol

Delegação viajou na manhã desta quinta-feira para Assunção e tomou primeira dose na sede da entidade sul-americana

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2021 | 16h55

O São Paulo viajou na manhã desta quinta para o Paraguai seguindo uma recomendação da Conmebol, entidade que organiza a Copa Libertadores, para receber a primeira dose da vacina contra o vírus da covid-19. Além dos jogadores a delegação que viajou até Assunção contou também com integrantes da comissão técnica. A imunização da delegação brasileira foi feita na própria sede da entidade que comanda o futebol sul-americano.

Em mensagem no twitter, a Conmebol postou uma foto de uma funcionária vacinando os jogadores com a seguinte inscrição: "Seguimos cuiando dos nossos atletas. Imunizamos os jogadores brasileiros do São Paulo, palmeiras e Atlético em nossa sede. Conmebol, cuidando sempre da família do futebol". No Twitter consta ainda fotos de jogadores do palmeiras e Atlético-MG sendo vacinados.

A determinação foi direcionada ao clube pelo fato de o time do Morumbi estar classificado para as oitavas de final do mais importante torneio sul-americano de clubes.

De acordo com o cronograma no Paraguai, a vacinação aconteceu no período da tarde, após o almoço. Na programação estabelecida pelo clube, nesta quinta todo o pessoal do futebol estaria de folga.

O São Paulo volta a atuar pela Libertadores somente em julho. O adversário da equipe paulista é o Racing, da Argentina. A partida de ida está marcada para o dia 13, no Morumbi. O confronto de volta, acontece uma semana depois, no dia 20, no estádio Presidente Perón.

Também garantido na sequência da Libertadores, o Palmeiras também viajou para o Paraguai no início da semana para receber a primeira dose da vacina. Essas vacinas que estão sendo aplicadas nos jogadores fazem parte de um lote de 50 mil doses que a Conmebol recebeu ainda em abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.