EC Bahia
EC Bahia

No primeiro jogo sem Mancini, América-MG empata sem gols com o Bahia

Resultado afasta o tricolor baiano da zona de rebaixamento e mantém o time mineiro na luta por uma vaga na fase prévia da Libertadores

Redação, Estadão Conteúdo

16 de outubro de 2021 | 23h43

Na primeira partida sem o técnico Vagner Mancini, que se transferiu para o Grêmio, o América-MG ficou no empate sem gols com o Bahia no Independência, em Belo Horizonte (MG), na noite deste sábado, pela 27ª rodada do Brasileirão. Mancini se desligou do time mineiro na quinta à noite e já estreia contra o Juventude neste domingo. Neste sábado, o América-MG foi comandado pelo auxiliar permanente Diogo Giacomini.

O resultado não foi bom para nenhum dos times, que seguem ameaçados pelo rebaixamento. O América, que vinha de derrota para o Internacional por 3 a 1, está em uma situação mais confortável, na 11ª posição, com 32 pontos, porém, somente quatro acima da zona de rebaixamento.

O Bahia sai provisoriamente da zona do rebaixamento. Está na 15.ª posição, com 28 pontos, e completa três jogos sem derrotas, justamente os três jogos sob o comando de Guto Ferreira (dois empates e uma vitória).

O excesso de erros de passes marcou o começo do primeiro tempo. O Bahia jogava mais recuado, marcando no seu campo, buscando um contra-ataque. Com mais posse de bola, o América tinha dificuldade em penetrar na defesa baiana.

A primeira grande chance surgiu aos 18 minutos para o time mineiro. Ademir recebeu o cruzamento da direita e cabeceou, mas Nino Paraíba salvou em cima na linha. Na sequência, a bola foi alçada novamente na área para Fabrício Daniel, mas desta vez foi Conti que salvou em cima da linha.

O Bahia respondeu aos 23, quando Raí tocou para Juninho Capixaba na área, que bateu de primeira para a boa defesa de Matheus Cavichioli.

O América pressionou no final do primeiro tempo e criou uma grande chance aos 39 minutos. Após cobrança de falta, a bola sobrou para o zagueiro Eduardo Bauermann, que chutou forte para a defesa de Danilo Fernandes.

O América voltou do intervalo disposto a vencer a partida. Logos aos dois minutos, Ademir, sozinho dentro da área, cabeceou errado, por cima. O time mineiro, porém, tinha dificuldade em passar pela marcação do Bahia. O time baiano teve grande chance aos 12 minutos. Em cobrança de falta, Gilberto passou por trás da marcação e desviou de cabeça, a bola bateu em cima do goleiro Matheus Cavichioli

A emoção ficou para o final do segundo tempo. Assim como no primeiro tempo, o América pressionou no final. Aos 41 minutos, o lateral-direito Patrick bateu forte da entrada da área e o goleiro Danilo Fernandes defendeu com a perna.

Um minuto depois, o Bahia respondeu. Matheus Bahia cruzou pela esquerda e Ronaldo cabeceou, levando muito perigo ao gol do time mineiro. Aos 44, Ademir cruzou da esquerda e o zagueiro Luiz Otávio tentou desviar e quase fez contra. Apesar da pressão dos dois lados no final, a partida terminou sem gols.

Na próxima rodada, o América-MG visita o Santos no sábado. O Bahia recebe a Chapecoense no domingo, dia 24, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA). Os dois jogos são válidos pela 28.ª rodada.

FICHA TÉCNICA:

AMÉRICA-MG 0 x 0 BAHIA

AMÉRICA-MG - Matheus Cavichioli; Patric , Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Marlon (João Paulo); Lucas Kal (Zé Ricardo), Juninho e Alê; Ademir, Felipe Azevedo (Rodolfo) e Fabrício Daniel (Bruno Nazário). Técnico: Diogo Giacomini (interino).

BAHIA - Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Daniel (Ronaldo César), Lucas Mugni (Raniele) e Juninho Capixaba (Isnaldo); Raí(Rodriguinho) e Gilberto (Rodallega). Técnico: Guto Ferreira.

ÁRBITRO - Alisson Sidnei Furtado (TO).

CARTÕES AMARELOS - Marlon (América-MG); Conti e Lucas Mugni (Bahia).

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte(MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.