José Patrício/AE
José Patrício/AE

No retorno de Valdívia, Palmeiras só empata com o Mogi Mirim

Apesar do empate sem gols no Interior, time de Felipão segue na liderança do Paulistão

TERCIO DAVID - estadão.com.br

20 de fevereiro de 2011 | 17h49

SÃO PAULO - Nem mesmo a volta de Valdívia melhorou o futebol do Palmeiras. Neste domingo, o time do técnico Luiz Felipe Scolari ficou no 0 a 0 com o Mogi Mirim, no Romildo Ferreira, em Mogi Mirim, pela nona rodada do Campeonato Paulista. O chileno etava fora dos gramados desde novembro, por causa de uma contusão na coxa direita.

O resultado serviu pelo menos para manter o Palmeiras na liderança, agora com 20 pontos, um a mais que o Mirassol e o Corinthians. O Mogi Mirim, que não ganha há cinco jogos, chegou a 9 pontos e segue na metade de baixo da tabela.

Na próxima rodada, o Palmeiras encara o clássico contra o São Paulo, no domingo, às 16 horas, no Morumbi. Na véspera, às 18h30, o Mogi Mirim visita o Americana, no Décio Vitta.

Antes, na quarta-feira, às 21h50, o Palmeiras estréia na Copa do Brasil contra o Comercial, no Piauí.

Jogo morno. O primeiro tempo foi de muita marcação e pouca criação, como tem sido típico nas partidas do Palmeiras. Apesar de apresentar um futebol exuberante, o Palmeiras dominou o adversário e terminou a etapa tocando praticamente no campo de ataque, tentado o gol principalmente em jogadas pela esquerda.

Priorizando a defesa, o Mogi Mirim também criou muito pouco e chegou apenas uma vez com perigo, num contra-ataque, que terminou no chute cruzado de Geovane, que passou rente à trave de Bruno.

No segundo tempo, o Palmeiras decidiu apertar, mas novamente o time pecou por não ter um goleador. Aos 26, após jogada pela Patrik pela esquerda e cruzou rasteiro. A bola passou por Kleber na primeira trave e chegou até Adriano, que mandou de primeira e exigiu defesa espetacular do goleiro João Paulo.

Apesar de dominar, o Palmeiras ainda tomou susto no final do jogo. Aos 37, Bruno Jesus acertou um belo chute de longe, que explodiu no travessão de Bruno. Pouco depois, aos 42, o goleiro palmeirense ainda fez uma grande defesa na cabeçada de Roberto Jacaré, na pequena área. Mesmo assim, o time conseguiu manter o empate que lhe manteve na liderança.

MOGI MIRIM - 0 - João Paulo, Maizena (Leomar), Everton Dias, Audálio, João Paulo Gomes (Nando), Baraka, Bruno de Jesus, Val (Paulo Isidoro), Geovane, Roberto Jacaré e Denílson. Técnico: Guto Ferreira

PALMEIRAS - 0 - Bruno, Cicinho, Thiago Heleno, Danilo, Rivaldo; Márcio Araújo, Marcos Assunção (João Vitor), Tinga (Patrik), Valdivia (Adriano), Kleber e Luan. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Cartões amarelos - Everton Dias, Audálio, Roberto Jacaré (Mogi Mirim), Danilo (Palmeiras); Cartão vermelho - Bruno de Jesus; Árbitro - Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral; Público - 7.710 pagantes; Renda - não disponível; Local - estádio Romildo Vitor Gomes Ferreira, em Mogi Mirim (SP).

Veja também:

PAULISTÃO - tabelaClassificação | listaResultados

especialCALENDÁRIO - O caminho de cada time
link Felipão perde a paciência com a falta de um centroavante

Atualizado às 20h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.