Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

No Santos, Renato anuncia que fará último jogo da carreira neste sábado

Volante de 39 anos irá se aposentar e exercer integralmente a função de diretor executivo no clube

Estadão Conteúdo

24 de novembro de 2018 | 11h38

Um dos grandes ídolos da história recente do Santos, Renato fará neste sábado o último jogo de sua carreira. O volante de 39 anos anunciou que o confronto com o Atlético-MG, às 20 horas, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, será seu último na Vila Belmiro e também como jogador profissional.

"A ansiedade bate, é normal. É meu último jogo. Mas temos esse sentimento em todas as partidas, independentemente se é a estreia ou o último, acho que para a gente que joga, que procura dar alegria ao torcedor, ter essa ansiedade é normal. Mas estamos nos preparando para a partida, apesar da minha despedida. Temos que terminar o ano bem em casa e conseguir uma vitória", declarou ao site do clube.

Renato já havia definido que este seria seu último ano como jogador profissional, tanto que desde setembro acumula também a função de diretor executivo clube. Agora, porém, ele revelou que não vai com o elenco para a última rodada do Brasileirão, diante do Sport, na Ilha do Retiro, encerrando sua carreira neste sábado.

O técnico Cuca ainda não revelou a escalação para a partida, mas, até pelo fato de a equipe não ter mais pretensões no Brasileirão, Renato pode ser titular. Outra opção é ele entrar ao longo do jogo para receber as homenagens. De qualquer forma, o volante espera que a Vila esteja lotada para a despedida.

"Espero que a Vila esteja lotada. Sei que a fase do time às vezes não ajuda, e que muitos que gostariam de estar não conseguirão por morar longe. Mas espero que quem vier possa nos apoiar, como sempre apoiou dentro da Vila. Depois é se despedir, agradecer a quem compareceu e torceu, e que no ano que vem possamos brigar por títulos", comentou.

A noite de sábado será mesmo especial para a torcida do Santos, que também se despedirá de Cuca, já que o técnico deixa o clube ao fim da temporada para tratar um problema cardíaco. Esta pode ser também a última partida na Vila Belmiro de Gabriel, que tem contrato de empréstimo com o time e não deve permanecer.

 

 

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.