No São Caetano, "concentração light"

Grupo unido. Filosofia de trabalho bem definida. Ausência de pressão dos torcedores. Diretoria organizada. São várias as alternativas quando o assunto é apontar o segredo do sucesso da equipe do São Caetano. Mas é aos poucos, nos detalhes, que aparecem os diferenciais desse clube fundado há 12 anos e que, na quarta-feira, depende de apenas um empate contra os paraguaios do Olimpia para se sagrar campeão da Taça Libertadores da América e, assim, garantir lugar na disputa do Mundial Interclubes contra os espanhóis do Real Madrid. O jogo vai ser disputado no final do ano no estádio de Yokohama, no Japão, o mesmo onde o Brasil conquistou o pentacampeonato mundial.Um dos pontos fortes da equipe do ABC é trabalhar com o inusitado. Regras antigas e metodologias tradicionais em outros clubes são quebradas, ou simplesmente ignoradas, sem a menor cerimônia. Um dos exemplos que melhor ilustram essa questão é a famosa ?Concentração Light?. O sistema, implantado pela comissão técnica durante a preparação para a final do Campeonato Brasileiro de 2001, a qual os paulistas perderam para o Atlético-PR, consiste em atenuar o clima pesado e chato, tão criticado pelos atletas. Nela, é autorizada a saída da concentração para resolver problemas pessoais, a utilização de telefones celulares e outras ?mordomias?.Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.