No São Paulo, mais raça e jogo duro

Acabou o clima de fraternidade nos treinamentos do São Paulo. No coletivo de ontem em Extrema ficou claro que os corintianos devem reforçar suas caneleiras para a decisão de sábado. Incentivados pelo técnico Oswaldo de Oliveira, que se cansou da atitude apática que o time demonstrou em vários momentos no primeiro jogo da decisão, os atletas tiveram liberdade para fazer faltas contra o time reserva, que reproduziu o esquema tático do Corinthians. Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.