No São Paulo, Muricy ameniza reclamações de Luxemburgo

São Paulo e Santos se enfrentam apenas no domingo à tarde, na Vila Belmiro, mas a "guerra fria" entre os clubes já começou. Vanderlei Luxemburgo, técnico do líder do Campeonato Paulista, foi o primeiro a reclamar. Principalmente, da diferença de tabela entre os dois clubes, restando oito rodadas para o fim da primeira fase.?Temos uma seqüência de jogos difíceis, com dois clássicos [São Paulo e Corinthians], um jogo em Bauru e outro em Itu contra equipes bemposicionadas. Eles têm viagens mais curtas, sem tanto desconforto, e isso desgasta?, comparou Luxemburgo.Não demorou muito para as declarações do técnico santista repercutir no CCT do São Paulo. ?O Luxemburgo está querendo apenas jogar a responsabilidade da vitória nas nossas costas. Mas não vamos entrar nessa?, disse o volante Josué, após o treino de segunda-feira.Nesta terça-feira, foi a vez de Muricy Ramalho. Mas o treinador são-paulino evitou criar polêmica. Preferiu nem dar bola para as palavras do rival. ?No começo do campeonato, como ainda não estávamos preparados, pegamos umas paradas dura. Mas cada um vê o seu lado. Isso aí é problemas deles?, afirmou Muricy, amenizando a possível provocação. ?Essa história de criar polêmica não pega mais. Só penso em treinar e ir para a minha casa?, disse.GuaratinguetáMuricy ainda não definiu a equipe que enfrentará o Guaratinguetá, na quinta-feira à noite, no Morumbi. Ele pode dar descanso para alguns titulares em razão justamente do clássico de domingo. Com Josué e Leandro ?pendurados? com dois cartões amarelos, o treinador dá indícios de que os dois provavelmente ficarão descansando.Certo mesmo é que ele não poderá contar com o zagueiro Miranda, o meia Hugo e o lateral-esquerdo Jadilson. O primeiro foi expulso na partida contra o Juventus, na rodada anterior. Hugo recebeu o terceiro cartão amarelo no mesmo jogo e também cumpre suspensão. No caso de Jadilson, ele foi punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) com dois jogos de gancho por conta da expulsão no clássico contra o Corinthians.?Foi uma punição normal. Ele não foi desleal, mas entrou duro para parar a jogada mesmo?, analisou Muricy. Edcarlos, Lenilson e Júnior deverão ser os substitutos, respectivamente.Atualizado às 19h56

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.