Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

No São Paulo, Ney Franco vê Ganso e Cañete 'abaixo' dos demais

Técnico são-paulino diz que a dupla deve ser preparada pensando em 2013

AE, Agência Estado

25 de novembro de 2012 | 20h38

CAMPINAS - O técnico Ney Franco foi sincero ao comentar as participações de Paulo Henrique Ganso e Cañete no empate sem gols diante da Ponte Preta, neste domingo, em Campinas. O treinador acha que ambos, por estarem retornando de lesão, não conseguem atuar da mesma forma que o restante do time.

"São jogadores que ainda estão abaixo do restante do grupo. Eles precisam de ritmo de jogo e temos de prepará-los para 2013. Não tem como fugir disso", comentou Ney Franco, após a partida no Moisés Lucarelli.

Ganso vinha desde agosto sem atuar e estreou diante do Náutico, domingo passado. Também atuou contra a Universidad de Chile, quarta, e em Campinas fez seu primeiro jogo como titular do São Paulo. Saiu aos 12 minutos do segundo tempo para dar lugar a Cañete, que, por sua vez, não jogava desde agosto do ano passado e se recupera de cirurgia no joelho.

O ex-santista, de quem se espera muito no time tricolor, fez pouco no jogo diante da Ponte e admitiu que precisa de ritmo de jogo. "Estou me sentindo bem, claro que falta ritmo de jogo, mas vamos pegar nessas partidas que faltam neste ano para estar bem melhor em 2013", ressaltou Ganso.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCGansoBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.