Divulgação
Divulgação

Atlético-MG joga último fio de esperança contra Figueirense

Equipe precisa vencer para não entregar título ao Corinthians

Estadão Conteúdo

08 Novembro 2015 | 09h05

Depois de perder por 3 a 0 para o Corinthians em casa e ver a chance de título ficar 11 pontos distante, o Atlético Mineiro visita o Figueirense neste domingo, às 17 horas, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro, para se recuperar do baque e garantir vaga na Copa Libertadores.

Faltam cinco rodadas para o término da competição e o time mineiro pode confirmar um lugar no G-4 já nesta rodada. Para isso, precisa vencer o duelo em Florianópolis e torcer para que Santos ou São Paulo, atuais quarto e quinto colocados, não vençam.

O discurso entre os jogadores é encerrar a competição com dignidade e garantir o vice. "Não passa pela nossa cabeça perder a segunda colocação para que a gente possa manter o nosso ano positivo, produtivo. O título já está distante, é real e não tem com o acontecer mais, então a vice-liderança passa a ser uma obrigação nossa por tudo aquilo que fizemos no ano e na competição. A gente não cogita perder uma vaga na Libertadores, então, temos que ter foco e a cabeça no lugar para não deixar o sentimento ruim tomar conta durante o jogo", comentou o zagueiro Leonardo Silva.

Para a partida, o técnico Levir Culpi terá força máxima. O zagueiro Jemerson, que cumpriu suspensão na última rodada, está de volta. O meio de campo continua com Giovanni Augusto e Dátolo responsáveis pela armação das jogadas, com Luan e Lucas Pratto na frente.

FIGUEIRENSE

Já o Figueirense está preocupado em se afastar da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.Faltam cinco rodadas para o término da competição e o time precisa da vitória para não terminar no grupo dos quatro piores colocados. Preocupado com a situação da equipe, o técnico Hudson Coutinho fechou os treinos durante a semana e deixou a escalação em aberto.

O treinador não poderá contar com o meia Yago e o atacante Dudu, suspensos pelo terceiro cartão amarelo no empate contra o Coritiba em 1 a 1, na última rodada, em Curitiba. Em compensação terá o retorno do volante Fabinho.

Se mantiver o esquema das últimas partidas, o mais provável é que entrem Rafael Bastos e Thiago Santana. No entanto, o treinador tem a possibilidade de deixar a equipe com mais presença de área e optar por Marcão no ataque.

Mais conteúdo sobre:
futebol Brasileirão Atlético-MG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.