Santos fica sem poder de fogo e é derrotado pelo Grêmio por 1 a 0

Santos fica sem poder de fogo e é derrotado pelo Grêmio por 1 a 0

Gabigol acaba expulso após a partida por reclamar com o árbitro

GONÇALO JUNIOR, O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2015 | 23h09

A realidade do Santos será a briga pela quarta vaga do G4 do Campeonato Brasileiro. A derrota para o Grêmio por 1 a 0, nesta quinta-feira, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, pela 30.ª rodada, freou a arrancada e mostrou que a equipe ainda depende muito dos titulares. Sem o artilheiro Ricardo Oliveira, o Santos perdeu poder de fogo.

Beneficiado pela derrota dos rivais - São Paulo, Palmeiras, Flamengo e Internacional -, o time ainda está no G4. É o quarto colocado com 46 pontos. O Grêmio confirma a terceira posição, agora com nove pontos de vantagem para o próprio Santos. E está quatro atrás do vice-líder Atlético Mineiro - o líder Corinthians tem 64.

O jogo foi bom, lá e cá, à altura da posição das duas equipes na tabela de classificação. Aos 30 minutos, eram nove finalizações, com três chances reais. O Santos não sentiu o peso da arena do rival, tocou a bola de pé em pé, mas sofreu sem Ricardo Oliveira, poupado por cansaço.

Gabriel não marcou presença dentro da área, saiu muito e o time perdeu profundidade. Lucas Lima voltou a campo depois de atuar no amistoso da seleção brasileira e novamente foi o maestro. Mas faltava pegada ao time santista. A melhor chance do time foi com o próprio Lucas em uma cobrança de falta que acertou a trave direita do goleiro Bruno Grassi.

O Grêmio mostrou o equilíbrio de sempre. Tem profundidade, chuta a gol, mas também tem cuidado e capricho para organizar as jogadas. E como essa simplicidade faz diferença! Depois de assustar em dois momentos, ambos com bolas pelo alto, o Grêmio fez 1 a 0 aos 26 minutos com o zagueiro Bressan. Mérito do treinamento dos dias anteriores dedicado só aos cruzamentos.

O time gaúcho foi simples também para marcar. Grudou Geromel em Lucas Lima (às vezes com força além da conta) e matou, direto na fonte, grande parte das jogadas. Marquinhos Gabriel teve atuação apagada.

Com o gol, o Grêmio se sentiu dono da partida. Deu ainda menos espaços à frente da área e foi sempre mais contundente, como na bela enfiada de Walace para Pedro Rocha, aos 26 minutos. Os esforços do Santos em busca do empate foram mais desorganizados no segundo tempo, baseados em cruzamentos forçados.

Pela 31.ª rodada, os dois times jogarão no domingo, em casa, às 17 horas. O Grêmio receberá a Chapecoense, em Porto Alegre, e o Santos atuará contra o Goiás, no estádio da Vila Belmiro, em Santos.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 1 x 0 SANTOS

GRÊMIO - Bruno Grassi; Galhardo, Geromel, Bressan e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Giuliano e Douglas (Maxi Rodríguez); Luan (Moisés) e Bobô (Pedro Rocha). Técnico: Roger Machado.

SANTOS - Vanderlei; Zeca, Werley, David Braz e Chiquinho; Thiago Maia (Serginho), Renato e Lucas Lima; Marquinhos Gabriel (Neto Berola), Gabriel e Leandro (Nilson). Técnico: Dorival Júnior.

GOL - Bressan, aos 26 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Moisés, Geromel e Douglas (Grêmio); Gabriel, David Braz e Vanderlei (Santos).

CARTÃO VERMELHO - Gabriel (Santos).

ÁRBITRO - Marielson Alves Silva (BA).

RENDA - R$ 257.109,55.

PÚBLICO - 8.837 pagantes (10.496 no total).

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoGrêmioSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.