Gilvan de Souza / Flamengo
Gilvan de Souza / Flamengo

No Sul, Chapecoense e Flamengo iniciam duelo pelas oitavas da Copa Sul-Americana

Time catarinense passa por momento conturbado, após demissão do técnico Vinícius Eutrópio

Marcio Dolzan, Estadão Conteúdo

13 de setembro de 2017 | 06h47

Passando por momentos ruins no Campeonato Brasileiro, Chapecoense e Flamengo dão uma pausa na competição nesta quarta-feira e se enfrentam às 19h15 pela rodada de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. E a partida na Arena Condá, em Chapecó (SC), deverá ter uma atração especial: o retorno do lateral-esquerdo Alan Ruschel, sobrevivente da queda do avião da equipe catarinense, ao time titular.

Os dois times veem na competição continental a chance de ter um final de ano mais alegre, já que ambos não têm maiores ambições no Brasileirão. Enquanto o Flamengo está a 15 pontos do líder Corinthians (50 a 35), a Chapecoense está na zona de rebaixamento e vai fazer do restante do campeonato uma batalha para se manter na elite.

O clube carioca não esconde que a Copa Sul-Americana está entre as suas prioridades. Isso porque mesmo estando em meio às finais da Copa do Brasil, o Flamengo fretou voo de ida e volta a Chapecó e irá praticamente com força máxima para a partida. Na derrota diante do Botafogo, no último domingo, o técnico colombiano Reinaldo Rueda utilizou um time misto.

Sobre isso, Reinaldo Rueda despistou. "A ideia é ir alternando os jogadores para chegar em bom nível na Sul-Americana e na final da Copa do Brasil", afirmou o técnico após o clássico do último domingo. Ele ressaltou que precisa deixar todo o grupo em boas condições físicas e em ritmo de jogo. Em sete partidas dirigindo o Flamengo, já utilizou 29 jogadores.

Para a partida na Arena Condá, Reinaldo Rueda prevê dificuldades. "Vamos jogar num campo muito difícil. Eles são fortes em casa e vão tentar aproveitar para tentar um bom resultado", previu.

A Chapecoense, por sua vez, passa por momento conturbado. O time catarinense está na 18.ª colocação do Brasileirão, na qual vem de três derrotas. Na última segunda-feira, o clube demitiu o técnico Vinícius Eutrópio e diante do Flamengo será comandado pelo interino Emerson Cris.

O treinador promete mandar a campo um time ofensivo. A grande expectativa é pela reestreia de Alan Ruschel. Sobrevivente da tragédia que abalou o futebol no fim do ano passado, o lateral-esquerdo fará a sua primeira partida oficial como titular desde então. No último treino antes da partida, foi escalado como meia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.