No Treze, ex-tricolores são destaque

A partida entre Treze e São Paulo pela Copa do Brasil, nesta quinta-feira, em Campina Grande, na Paraíba, vai promover o reencontro de velhos companheiros. Um deles é o astro do time, o lateral Pavão, que foi reserva de Cafu quando o Tricolor foi bicampeão Mundial Interclubes. Outro nome conhecido dos são-paulinos é o do técnico interino da equipe paraibana, que também foi jogador do clube. Enquanto o novo treinador não é anunciado, Suélio vai substituir Juninho Fonseca, que foi demitido do Treze após a derrota por goleada para o Botafogo-PB, 4 a 0, sábado, pelo Campeonato do Nordeste. Para Pavão, que como o resto do grupo passou os últimos dias de carnaval treinando, a partida é um grande incentivo, uma oportunidade de demonstrar ainda ter potencial para atuar por um grande clube paulista. O jogador chegou a atuar com alguns titulares do Tricolor - como o goleiro Rogério Ceni, o atacante França e o lateral Belletti - e, por esse motivo, acredita ter condições de passar informações sobre o adversário para os companheiros do Treze. Contra o São Paulo, a equipe paraibana espera, pelo menos, evitar uma derrota por mais de dois gols de diferença. O resultado, pelas regras da Copa do Brasil, garantiria a realização da segunda partida contra o Tricolor na capital. Em outras edições da competição, o Treze conseguiu resultados surpreendentes ao enfrentar grandes equipes no estádio O Amigão. No ano passado, o time derrotou o Atlético-PR, atual campeão brasileiro, na partida de ida por 2 a 0 e provocou a realização do jogo de volta em Curitiba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.