No Twitter, zagueiro Chicão posta mensagem em tom de despedida do Corinthians

Pouco aproveitado, zagueiro do Corinthians está nos planos do Fluminense, agora de Luxemburgo

O Estado de S. Paulo

30 de julho de 2013 | 13h18

SÃO PAULO - O zagueiro Chicão pode estar deixando o Corinthians. No fim da manhã desta terça-feira, o jogador postou uma mensagem em sua conta no Twitter em tom de despedida. "Queria agradecer vocês pelo carinho que sempre recebi... obrigado por tudo Fiel...". No Parque São Jorge, ninguém confirma a saída do jogador.

Nos últimos dias surgiu a informação de que o beque está nos planos do Fluminense, atual campeão brasileiro, mas em fase ruim na temporada. Como participou de apenas quatro partidas no Brasileirão, o zagueiro ainda pode atuar por qualquer outra equipe neste campeonato - o limite para transferências é de sete jogos. Apesar da mensagem em tom de despedida, o Corinthians informa, por meio de sua assessoria de imprensa e de alguns dirigentes, que nem o Fluminense nem o próprio jogador fizeram qualquer contato com o clube tentando romper o contrato ou alguma negociação.

Chicão tem contrato com o Corinthians até o fim do ano e, ao contrário de Emerson Sheik, não foi procurado pela diretoria para renovação de acordo, o que também o faz entender que está fora dos planos do técnico Tite. O jogador rompeu recentemente o vínculo com seu empresário e, atualmente, cuida da própria carreira sozinho.

CARREIRA

Chicão chegou ao Corinthians vindo do Figueirense em 2008 para a disputa da Série B do Brasileiro. Além de conquistar a competição, ele levantou os troféus de duas edições do Paulistão, da Copa do Brasil de 2009, do Brasileirão de 2011, da Libertadores e também do Mundial, em 2012, além da Recopa Sul-Americana deste ano.

Com os oito títulos, o zagueiro se tornou um dos maiores vencedores da história do Corinthians, ao lado de nomes como Alessandro, Júlio César, Marcelinho Carioca e o lateral-esquerdo Kléber.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.