Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

No Uruguai, Palmeiras tenta superar a pressão e acalmar os ânimos

Equipe joga contra o Peñarol pela Copa Libertadores para superar eliminação no Campeonato Paulista

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

26 de abril de 2017 | 07h00

O Palmeiras vai buscar no remédio mais amargo possível a solução para curar a tristeza pela eliminação no Campeonato Paulista. O jogo mais complicado da fase de grupos da Copa Libertadores, com o Peñarol, nesta quarta-feira, às 21h45, em Montevidéu, é a saída para o time acalmar os ânimos depois da queda no sábado diante da Ponte Preta.

A partida no estádio Campeón del Siglo, inaugurado no ano passado, traz a dificuldade de se enfrentar a pressão de um rival que promete ser ainda mais viril do que foi na semana retrasada, no Allianz Parque, para vencer e se manter com chance de classificação no torneio. 

"Com certeza será um jogo muito difícil novamente, mas agora com a pressão deles aqui", disse o atacante Róger Guedes. "É jogo de Copa Libertadores, chegaremos firme nas jogadas", completou o atleta.

A vitória fora de casa deixaria o time brasileiro praticamente garantido na próxima fase. A equipe chegaria a dez pontos e não seria alcançada pelo Peñarol, que ficaria com os três pontos que já conquistou. Nesta terça, pelo mesmo grupo, o Tucumán bateu na Argentina o Jorge Wilstermann por 2 a 1, resultado que mantém o Palmeiras como líder independentemente do resultado em Montevidéu nesta quarta.

No confronto do Allianz contra o Peñarol, o Palmeiras ganhou por 3 a 2 com um gol do lateral-direito Fabiano aos 54 minutos do segundo tempo, em jogo marcado por divididas duras e pela reclamação do volante Felipe Melo sobre injúria racial. Por isso a equipe espera um ambiente tenso.

O próprio Palmeiras não vive momento tranquilo. Eduardo Baptista conversou com o atacante Borja nos últimos dias para amenizar a irritação do colombiano ao ser substituído por Willian sob vaias no sábado contra a Ponte. O intuito foi dar confiança para o atacante marcar pela primeira vez na Libertadores. O elenco também teve conversa com teor parecido para não se abater após ser eliminado do Estadual.

O grupo se preparou com treinos fechados. O último deles, nesta terça, no Uruguai, foi antecipado para a tarde no Estádio Luis Franzini – a previsão do tempo indicava chuva e o gramado do Campeón del Siglo foi preservado. Sem Dudu, suspenso pela expulsão há duas semanas, o meia Michel Bastos é quem deve atuar pela esquerda do setor ofensivo.

FICHA TÉCNICA

PEÑAROL X PALMEIRAS

PEÑAROL:  Guruceaga; Petryk, Quintana, Villalba e Hernández; Nández, Novick, Ángel Rodríguez e Cristian Rodríguez; Arias e Affonso. Técnico: Leonardo Ramos.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Mina, Edu Dracena e Egídio; Felipe Melo; Róger Guedes, Tchê Tchê, Guerra e Michel Bastos; Borja. Técnico: Eduardo Baptista.

Juiz: Enrique Cáceres (Paraguai). 

Local: Campeón del Siglo, em Montevidéu.

Horário: 21h45.  

Na TV: Globo e Fox Sports

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.