Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Nobre admite conversas para manter Cuca e Mattos no Palmeiras

Dirigente deixará a definição do caso para Maurício Galiotte, futuro comandante do clube

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2016 | 07h02

Além da briga pelo título do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras tem outras importantes decisões pela frente até o fim da temporada. O clube passará por eleição no dia 27 de novembro (que só terá Maurício Galiotte como candidato) e também precisará definir o futuro de duas pessoas fundamentais na boa fase da equipe, casos do técnico Cuca e do diretor de futebol, Alexandre Mattos. O presidente Paulo Nobre admite conversas iniciais para a renovação da dupla, mas mantém o tradicional discurso cauteloso.

"Obviamente já está tendo um estudo para podermos planejar o ano de 2017. Isso é uma coisa interna, que sem dúvida vai passar pelo próximo presidente assim que ele estiver eleito. Será um governo de transição. Vai dar uma continuidade a esses últimos quatro anos. É uma gestão diferente e tem de passar por ele essas decisões", disse o dirigente.

Entretanto, dificilmente Galiotte não tentará segurar os dois. O futuro presidente do Palmeiras é atual vice de Nobre e participa ativamente do futebol do clube. Mattos e Cuca têm contrato até dezembro e a ideia é renovar o vínculo de ambos por, pelo menos, mais um ano. 

Quanto ao futuro de Paulo Nobre, o dirigente não adiantou qual será sua função na próxima diretoria, mas avisou que está disposto a ajudar dentro do que for possível. 

"Desde que comecei a militar na vida política do Palmeiras, em 1997, estive 100% à disposição dos presidentes que passaram, para ajudar da melhor maneira possível. Não é porque fui presidente por duas gestões que vou mudar o comportamento. Sempre que eu for chamado, estarei à disposição", avisou.

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
Palmeiras Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.