Palmeiras; Futebol; Barrios
Palmeiras; Futebol; Barrios

Nobre tenta manter boa relação entre Palmeiras e patrocinadora

Sugestão de camisa irrita a presidente de parceira do clube

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

17 Novembro 2015 | 07h00

Uma ideia da fornecedora de material esportivo fez com que a dona da Crefisa e FAM, Leila Pereira, fizesse duras críticas ao presidente Paulo Nobre e acabasse expondo uma relação que parecia ser das mais amistosas possível. A missão do dirigente palmeirense é conseguir apagar o fogo criado em meio a polêmica e fazer com que a parceria continue sem grandes transtornos.

Nos bastidores, já era conhecido a personalidade forte de Leila e seu marido, José Roberto Lamacchia, que juntos comandam as principais empresas patrocinadoras do Palmeiras. A raiva se deu porque a Adidas sugeriu ao clube lançar uma camisa especial que lembrasse o time da década de 90 formado pela Parmalat e que tantos títulos rendeu ao Alviverde.

Entretanto, Leila não gostou da ideia e por isso deu uma polêmica entrevista ao jornal Lance, onde disse que Paulo Nobre, dentre outras coisas, não tinha lealdade, e cogitava sair do clube, onde já investiu cerca de R$ 100 milhões entre contratações, patrocínios e reforças na Academia de Futebol.

Leila e, principalmente, Lamacchia, acompanham de perto o que acontece no futebol. Palmeirense fanático, o empresário é critico e gosta de dar seus palpites para Nobre. Os empresários, inclusive, prometem uma premiação extra ao elenco em caso de título da Copa do Brasil.

E se o time conseguir a vaga para a Libertadores, querem fazer pelo menos uma grande contratação e até já analisa alguns nomes. Nobre sabe da importância que tem em manter uma boa relação com a parceira, por isso fez questão de afirmar que a ideia da camisa não partiu do clube. Nesta segunda-feira, a Adidas confirmou que ela foi quem sugeriu a novidade.

Mais conteúdo sobre:
Palmeiras Futebol Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.