Noroeste e Bragantino empatam sem gols em Bauru

Em jogo dos dois ameaçados pelo rebaixamento, resultado não foi bom para nenhuma das equipes no Paulistão

AE, Agencia Estado

21 de março de 2009 | 20h43

Na luta contra o rebaixamento, Noroeste e Bragantino não se arriscaram muito ao ataque e ficaram no empate sem gols, neste sábado à noite, no Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, pela 15.ª rodada do Campeonato Paulista. O resultado foi ruim para o time da casa, que com 14 pontos, permanece ameaçado pelo rebaixamento, enquanto o Bragantino, com 16 pontos, deu um passo importante para fugir da zona de perigo.

Preocupados em não perder, os dois times reforçaram seus sistemas de marcação. Dessa forma, só chegaram na frente em chutes de longe, sem muita precisão. O primeiro tempo foi bastante equilibrado.

Na etapa final, jogando em casa e precisando vencer, o Noroeste tentou ir ao ataque, com o técnico Fahel Júnior colocando os atacantes Léo Mineiro e Careca. Apesar do maior volume de jogo do Noroeste, prevaleceu a marcação do Bragantino, que festejou o empate conquistado longe de sua torcida.

Os dois times voltam a campo no meio de semana pela 16.ª rodada e contra adversários fortes. Na terça-feira, às 19h30, o Bragantino vai enfrentar o líder Palmeiras, no Palestra Itália. O Noroeste, quarta-feira, às 21h50, recebe o São Paulo, em Bauru.

FICHA TÉCNICA:

Noroeste 0 x 0 Bragantino

Noroeste - Fernando Vizzotto; Éder, Anderson Marques, Márcio Alemão e George; Júlio Bastos, João Marcos (Careca), Bruno César (Marcinho) e Luciano Bebê (Léo Mineiro); Gilsinho e Marinho. Técnico: Fahel Júnior.

Bragantino - Gilvan; Gabriel, Gustavo e Kadu (Alan); Tiago Almeida, Moradei, César Gaúcho, Paulinho Kobayashi (Adãozinho) e Pará (Jorginho Paulista); Bill e Nunes. Técnico: Marcelo Veiga.

Árbitro - Claudinei Forati Silva.

Cartões amarelos - Gustavo, César Gaúcho, Kadu e Nunes (Bragantino).

Renda - R$ 37.710,00.

Público - 2.843 pagantes.

Local - Estádio Alfredo de Castilho, em Bauru (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.