Norte-americano Reyna quer evitar despedida contra Gana

Aos 33 anos, o meia Claudio Reyna, o camisa 10 da seleção norte-americana, sabe que esta é sua quarta e última Copa do Mundo. Sabe também que o jogo desta quinta-feira contra Gana, em Nuremberg, pode ser seu último pela equipe de seu país.Reyna considera a hipótese de se aposentar da seleção, após 111 partidas (com oito gols), recorde absoluto no atual elenco norte-americano. Uma desclassificação na primeira fase seria frustrante demais para o primeiro jogador dos Estados Unidos a integrar uma seleção dos melhores da Fifa (em 2002). ?Agora não quero pensar nisso (aposentadoria), mas sim em Gana. Quero muito a vitória não por uma razão pessoal, mas porque ela seria muito importante para meu país?, diz Reyna, em espanhol. Ele é filho de um argentino com uma portuguesa. E fã do futebol brasileiro. ?São os melhores do mundo, jogadores fantásticos. Ronaldo, Ronaldinho, Kaká, Adriano... e ainda tem os que saem do banco e podem decidir uma partida. É um time sensacional?.Além de Reyna, há vários outros filhos de imigrantes defendendo a seleção dos Estados Unidos. Diz o repórter Lars Lifrank, repórter do site Soccer 365: ?O futebol ainda está longe de ser um esporte popular para os americanos. A maioria simplesmente não se importa muito com um esporte em que os Estados Unidos não são uma potência?.O jornalista emenda: ?Mas o interesse está crescendo. Quando os Estados Unidos jogam, há até uma chamada de capa nos principais jornais americanos. Na primeira página? Não, na capa do caderno de esportes, geralmente no canto.? Reyna luta para mudar esse quadro. Ele é o líder da seleção norte-americana, o homem que manda prender e manda soltar em campo.Tem moral para isso: construiu toda sua carreira na Europa, onde começou a jogar em 1993, pelo Bayer Leverkusen. Passou por clubes como Wolfsburg, Glasgow Rangers e Sunderland. É titular absoluto do Manchester City desde 2003 e chamado de ?Capitão América? pelos ingleses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.