Norueguês apostou que Suárez morderia jogador no Mundial

Depois de ganhar aposta inusitada, Thomas Syversen, torcedor do Blackpool, disse que já conhecia o passado do jogador uruguaio

Glauco de Pierri, O Estado de S. Paulo

24 de junho de 2014 | 18h27

“Será que Luis Suárez vai morder outro jogador na Copa do Mundo?” A pergunta de uma casa de apostas da cidade de Bergen, na Noruega, antes do pontapé inicial do Mundial do Brasil não teve muito sucesso. Mas Thomas Syversen, que se define como “apostador nato” não teve dúvidas, pediu o volante e riscou o ‘sim’, junto com 32 coroas norueguesas – cerca de o equivalente a R$ 11. E aos 34 minutos do segundo tempo da partida entre Itália e Uruguai, nesta terça, na Arena das Dunas, valeu nada menos do que R$ 2 mil para Thomas, tudo por conta da ‘profecia’.

A história começou a ganhar força no Brasil após o twitter do site Impedimento, um dos melhores sobre futebol sul-americano, ter publicado a foto do comprovante da aposta. 

Como a aposta tinha chance relativamente ‘pequena’ de acontecer, a casa pagou 175 vezes cada coroa apostada. “Esse provavelmente é a aposta mais maluca que eu fiz na vida”, disse o felizardo horas depois do jogo em entrevista publicada pelo site do jornal Bergens Tidende, o quarto maior diário do país – o maior fora da capital, Oslo. De acordo com a reportagem, Thomas dormia na hora do jogo e nem viu a mordida ao vivo. Depois, começou a receber mensagens pelo celular e só ai que viu que tinha ganho.

Thomas disse ainda que nos últimos anos dedicou-se ao pôquer, mas gosta de apostas. Como torce para o Blackpool, que está na segunda divisão da Inglaterra, acompanha de perto também a Premier League – foi lá que Suárez deu uma de suas mordias. No ano passado, no clássico contra o Chelsea ele mordeu o braço de Ivanovic. E em 2010, quando ainda defendia o Ajax, mordeu o volante Otman Bakkal, do PSV – ele foi multado pelo próprio clube.

“Eu acho o Luis Suárez um ótimo jogador, mas como torço pro Blackpool, conheço ele. Agora, com o dinheiro, vou comprar um presente pra minha namorada, uma camisa de futebol, talvez”, disse Thomas, sorrindo.

Michael Mellqvist, assessor de imprensa da casa de apostas Betsson, confirmou ao diário norueguês que Thomas fez a aposta. “Eu vou dar um voucher para ele morder agora”, afirmou. Segundo ele, pelas 32 coroas apostadas Thomas vai receber 5.600. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.