Leonam Viana|Resende
  Leonam Viana|Resende

  Leonam Viana|Resende

Nos passos do Cartolouco: clubes contratam influenciadores digitais como jogadores

De olho na repercussão e nos seguidores, equipes recrutam celebridades da internet para a disputa dos Campeonatos Estaduais

Ciro Campos , O Estado de S.Paulo

Atualizado

  Leonam Viana|Resende

Eles não foram contratados para fazer o gol do título, muito menos para defender um pênalti decisivo. Ainda assim, fortalecem os times sem entrar em campo. Contratados e registrados como jogadores profissionais, os influenciadores digitais viraram a aposta de algumas equipes para reforçarem os elencos. O número de seguidores em redes sociais, a popularidade com os jovens e a exposição do time fazem essas reforços encherem os dirigentes de orgulho.

Três dos principais Estaduais do País (Paulista, Carioca e Gaúcho) têm clubes que contrataram estrelas da internet. Mas é para jogar? Não necessariamente. Nenhum deles estreou até agora, mas todos treinam com os times diariamente.

O caso mais famoso é do Resende (RJ). O time inscreveu no Campeonato Carioca o Cartolouco, apelido do jornalista Lucas Strabko. Ex-apresentador do SporTV e participante da última edição do reality show A Fazenda, da TV Record, ele tem mais de 800 mil seguidores no Instagram.

No Rio Grande do Sul, o São José conta com o jornalista Duda Garbi. Com longa experiência em televisão, ele tem quase 400 mil seguidores no Instagram e fez o clube quebrar um recorde. "Minha camisa (número 37) vendeu mais de 60 unidades em três dias. O time não vendeu nem perto disso o ano passado inteiro", contou.

O São Bento trouxe Juninho Manella para um período de testes. Ex-jogador de futsal, ele tem mais de 6 milhões de inscritos no YouTube e mais outros 2 milhões de fãs no Instagram. Filho do técnico do time, Edson Vieira, a celebridade ainda aguarda chance e não tem contrato assinado. "O Juninho ainda apresenta algumas deficiências técnicas. Mas está treinando e evoluindo. Sou exigente", explicou o pai e treinador.

Os casos de Cartolouco, Duda e Juninho têm em comum o plano dos clubes de adquirirem mais visibilidade. Os três estão como jogadores enquanto participam ativamente da produção de conteúdo para redes sociais. Vídeos com bastidores, imagens dos treinos e depoimentos são produzidos com o apoio de equipes de filmagem e têm gerado grande repercussão.

O Resende comemora o efeito da chegada de Cartolouco. O clube praticamente triplicou o número de seguidores enquanto cada vídeo dele alcança quase 1 milhão de visualizações no YouTube. A contratação teve o aval da comissão técnica e até do Lyon, da França, parceiro do clube.

A iniciativa veio do diretor de marketing do Resende, Marcelo Montenegro. Tudo começou com a vontade de valorizar o nome da Academia Pelé, nome do centro de treinamento do time. "A nossa ideia é rejuvenescer a marca Pelé e passar para as novas gerações", explicou ao Estadão

Cartolouco mostra nos vídeos situações curiosas. Trabalhou de roupeiro, gandula e buscou as pizzas servidas no jantar dos colegas após as partidas. "Quero mostrar para todos que o jogo começa pelas mãos do roupeiro, pela dedicação de uma tia que ajuda a servir o almoço no dia a dia até chegar nos jogadores. E quando tiver a oportunidade eu vou colocar bola na rede mesmo e ajudar com gols. A quem se incomodar com minha presença, sugiro conhecer mais sobre o meu trabalho e entender a minha missão aqui", disse Cartolouco.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
A quem se incomodar com minha presença, sugiro conhecer mais sobre o meu trabalho e entender a minha missão aqui
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Cartolouco, Jogador do Resende

O jornalista recebe R$ 1,2 mil por mês, mas decidiu doar o salário para um projeto de caridade. "Estou 100% focado no Resende. Amo jogar no clube. O elenco me recebeu bem demais. Lembrando: minha multa para sair do Resende é de R$ 1 mil. Mas minha saída não tem preço", afirmou Cartolouco.

O São Bento contratou Juninho Manella ainda em dezembro. Uma das inspirações veio da iniciativa do Osasco Audax no ano passado. A equipe presidida pelo ex-meia Vampeta chegou a fechar com o cantor de funk MC Livinho. Dias depois, porém, o acordo foi desfeito.

Com Juninho o São Bento contabiliza bons números. Os vídeos do clube alcançaram 7 milhões de visualizações. "As redes sociais dobraram o volume de seguidores. As crianças estão conhecendo o São Bento melhor, o que é importante para atingirmos o público jovem", afirmou o diretor administrativo do clube, Juliano Amorim. "O Juninho tem qualidade, sabe bater na bola e atuou no futsal. Só que o processo de um amador para virar profissional é longo", acrescentou.

Em Porto Alegre, Duda Garbi e São José se uniram graças à iniciativa do mais novo jogador. O jornalista apresentou a proposta de fazer uma série de sete episódios para mostrar os bastidores. Logo depois, o contrato de três meses foi assinado. 

O reforço do time recebeu mensagens de apoio de nomes famosos, entre eles Douglas Costa e Alisson Becker. "Os jogadores sabem que faço um trabalho sério. Não estou roubando o lugar de ninguém", disse Duda, que abriu mão de receber salário. Em uma semana, os vídeos dele bateram 135 mil visualizações mesmo sem campanhas de impulsionamento.

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
Os jogadores sabem que faço um trabalho sério. Não estou roubando o lugar de ninguém
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313
Duda Garbi, Jogador do São José

Para influenciadores e clubes, o futebol não se mede só por cifras ou gols. Curtidas, visualizações e engajamento também importam.

COMO SER UM INFLUENCIADOR

Linguagem jovem

Em vez de formalidades ou de posturas sérias, todos são brincalhões e demonstram muito bom humor nas redes sociais. Eles não têm vergonha de exibir até mesmo falhas de gravação. 

Conteúdo criativo

Essas personalidades mostram abordagens inovadoras. Vídeos de treinos se tornam secundários. Há imagens, por exemplo, das brincadeiras no vestiário e do bate-papo durante o almoço.

Frequência

Nenhum influenciador atingiu um grande número de seguidores do dia para a noite. Portanto, é necessário insistir e fazer publicações constantes para atingir cada vez mais pessoas. 

Proposta e estratégia

É fundamental definir o campo de atuação e monitorar quais postagens dão mais repercussão entre os seguidores, assim como quais os melhores horários para se publicar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.