Alex Silva|Estadão
Alex Silva|Estadão

Nos pênaltis, Flamengo bate Corinthians e conquista a Copinha

Rubro-negro reage e fatura o tricampeonato no Pacaembu

Ciro Campos e Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

25 Janeiro 2016 | 12h49

O Flamengo é tricampeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Após empate por 2 a 2 no tempo normal, o Rubro-Negro bateu o Corinthians nos pênaltis por 4 a 3 nesta segunda-feira, no Pacaembu. Os outros títulos do clube carioca foram conquistados em 1990 e 2011.

Diante de quase 30 mil torcedores, os garotos do Rubro-Negro mostraram força para buscar o empate no segundo tempo depois de estarem perdendo por 2 a 0. Nos pênaltis, o Flamengo também foi mais frio e competente.

O Corinthians errou as suas últimas três cobranças com Matheus Pereira, Gabriel Vasconcelos e Claudinho. O Flamengo errou com Kleber e o goleiro Thiago.

O Flamengo começou melhor no jogo, mas o Corinthians foi mais efetivo no ataque e não desperdiçou as chances que teve de marcar. Primeiro, aos 19, quando Léo Príncipe cruzou pela direita e Gabriel Vasconcelos dominou de costas para na sequência bater no canto esquerdo do goleiro a abrir o placar.

O segundo gol veio aos 25 minutos. Matheus Pereira acertou uma bomba de pés esquerdo, sem chance de defesa para o goleiro. O garoto fez uma bonita homenagem a Sócrates na comemoração do seu gol. Ele correu para a bandeira de escanteio e repetiu o gesto que o Doutor fazia para festejar os seus gols. O meia levantou o braço direito e cerrou o punho. 

O jogo parecia que estava definido para o Corinthians, mas a equipe voltou desatenta no segundo tempo e o Flamengo marcou três gols em menos de dez minutos. Logo com 1 minuto, após cobrança de escanteio, Lucas Paquetá mandou para o fundo da rede, mas arbitragem, erradamente, marcou impedimento e anulou o lance.

Aos 3, em nova cobrança de escanteio da esquerda, Trindade sobrou sozinho sem marcação e cabeceou para o gol. Nem deu tempo de o Corinthians se recuperar do golpe e o Flamengo empatou o jogo. Aos oito, Léo Jabá perdeu a bola no ataque, Cafu avançou em velocidade pela esquerda e lançou Matheus Sávio. O flamenguista  bateu cruzado e fez o segundo do time carioca.

Com o Corinthians melhor posicionado na defesa e calor ainda mais intenso, o Flamengo não conseguiu manter o ritmo por muito tempo. A partida ficou arrastada, sem lances de perigo. Para piorar, o jogo ainda ficou cinco minutos paralisado, dos 38 aos 43, porque integrantes de uma torcida organizada acenderam sinalizadores na arquibancada e o árbitro só reiniciou a partida quando os luminosos apagaram. A decisão, então, foi para os pênaltis. Melhor para o Flamengo, que conquistou o seu terceiro título da Copinha. 

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS - Filipe; Léo Príncipe, Vinícius, Dawhan (Matheus Vargas) e Guilherme; Warian, Maycon e Matheus Pereira; Gustavo Tocantins (Pedrinho), Léo Jabá (Claudinho) e Gabriel Vasconcelos.

FLAMENGO - Thiago; Thiago Ennes, Leonardo Duarte, Dener (Maicon) e Arthur Bonaldo; Ronaldo, Trindade, Matheus Sávio (Kleber) e Paquetá e Cafu (Patrick); Vizeu.

Gols: Gabriel Vasconcelos, aos 19 minutos, Matheus Pereira, aos 25 do 1º tempo; Trindade, aos 3 minutos do 2º tempo, Matheus Sávio, aos 8 da segunda etapa.

Juiz: Rafael Gomes Felix da Silva.

Cartões: Gabriel Vasconcelos, Matheus Pereira, Filipe (Corinthians) e Thiago (Flamengo).

Renda: R$ 632.870,00.

Público: 29.212 pagantes.

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.