Nos pênaltis, Atlético-MG vai à final da Libertadores

A equipe brasileira agora enfreta o Olímpia na decisão e vai fazer a segunda partida no Mineirão

LUIZ ANTÔNIO PRÓSPERI, Agência Estado

11 de julho de 2013 | 00h33

SÃO PAULO - O

Na volta, Cuca trocou Tardelli e Bernard por Alecsandro e Guilherme, respectivamente. Deu certo. Em uma rebatida errada de Mateo, Guilherme fez o segundo, aos 50. Faltava um gol, mas ele não saiu e a disputa foi para a decisão por pênaltis.

As quatro primeiras cobranças foram convertidas com sucesso por Alecsandro, Scocco, Guilherme e Vergini. Depois veio uma sequência de erros, todos para fora, que devem ter matado qualquer torcedor do coração: Jô, Casco, Richarlyson e Cruzado. Aí Ronaldinho Gaúcho bateu e fez 3 a 2. Coube a Victor, herói na classificação sobre o Tijuana nas quartas de final, defender outra cobrança, desta vez de Maxi Rodríguez, e garantir a classificação.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 2 (3) x (2) 0 NEWELL''S OLD BOYS

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gilberto Silva e Richarlyson; Pierre (Luan), Josué, Ronaldinho Gaúcho, Diego Tardelli (Alecsandro) e Bernard (Guilherme); Jô. Técnico: Cuca.

NEWELL'S OLD BOYS - Guzmán; Cáceres (Orzán), Vergini, Heinze (López) e Casco; Bernardi, Mateo, Cruzado e Figueroa (Tonso); Scocco e Maxi Rodríguez. Técnico: Gerardo Martino.

GOLS - Bernard, aos 3 minutos do primeiro tempo; Guilherme, aos 50 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Bernard e Pierre (Atlético-MG); Tonso, Casco e Cáceres (Newell´s Old Boys).

ÁRBITRO - Roberto Silvera (Fifa/Uruguai).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.