Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

'Nós temos que lutar até a última rodada', diz Dorival Júnior

Mesmo com vitória sobre o Santos, rubro-negro termina rodada sete pontos atrás do líder Palmeiras

Estadão Conteúdo

15 de novembro de 2018 | 22h10

A vitória do Flamengo sobre o Santos, por 1 a 0, no Maracanã, nesta quinta-feira, não só reabilitou o time no Campeonato Brasileiro pela derrota no clássico diante do Botafogo, por 2 a 1, como renovou as esperanças do técnico Dorival Júnior buscar o título da temporada. Ao fim da partida, ele elogiou a atuação do time, mas ao mesmo tempo pediu a manutenção do foco dos jogadores.

"O Flamengo precisa brigar pelo seu espaço, mesmo sabendo que o Palmeiras está fazendo o seu campeonato, administrando a vantagem na liderança. Mas temos que acreditar que algo diferente pode acontecer. Nós temos que lutar até a última rodada e buscar o melhor possível para o clube", afirmou o comando rubro-negro na entrevista coletiva.

Ele também elogiou a postura dos seus jogadores, que supriram as baixas e venceram um adversário importante. O Flamengo chegou aos 63 pontos e se manteve sete pontos atrás do Palmeiras, com 70. "Conseguimos um resultado importante contra um grande adversário e isso nos motiva a continuar lutando por outras vitórias".

Mas o grupo não vai ter muito tempo para descansar. Os jogadores vão se apresentar na sexta-feira à tarde no Ninho de Urubu, seguindo à noite para Recife, onde domingo vai enfrentar o Sport, pela 35ª rodada. O adversário luta contra o rebaixamento de vai ter o apoio de sua torcida na Ilha do Retiro.

Entre os jogadores, o goleiro César foi o mais festejado ao fim do jogo porque ele defendeu um pênalti cobrado por Gabriel na parte final do jogo e que poderia significar o empate. "Estou muito feliz, mas sei que tudo é fruto do trabalho diário. Agradeço a todos", comentou o goleiro, que virou titular e gerou um descontentamento de Diego Alves, atualmente afastado do grupo.

Rodrigo Dourado, que fez o gol da vitória, indiretamente cobrou mais chances na equipe. "Esta é a segunda vez que sou escalado com o professor Dorival (Júnior), mas estou contente de ter ajudado o time a vencer."

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.