Nova chance para dupla Romário/Edmundo

Os atacantes Romário e Edmundo, agora no Fluminense, vão tentar pela terceira vez a reedição da dupla que não obteve sucesso no Flamengo e Vasco. A história dos dois astros atuando por um mesmo clube é recheada de maus desempenhos, ausência de títulos e desentendimentos.Em 1995, Edmundo foi para o Flamengo formar o ataque dos "sonhos" com Romário e Sávio. Mas, 24 jogos (nove vitórias, oito derrotas e sete empates) foram suficientes para a dupla ser desfeita, principalmente após o 21º lugar na classificação do Campeonato Brasileiro.Nessa época, com a camisa do Flamengo, Romário marcou 14 gols e Edmundo fez 9.Mesmo com o desmanche do ?ataque dos sonhos?, Romário e Edmundo mantiveram uma amizade forte. Ambos eram sempre vistos juntos pela noite carioca, além de praticarem o futvôlei na praias do Rio.O mau desempenho da dupla se repetiu nos jogos da seleção brasileira. Como Edmundo quase sempre ficava no banco de reservas, eles pouco atuaram juntos. Em nove jogos, foram cinco vitórias, duas derrotas e outros dois empates.Em 2000, quando Edmundo foi para o Vasco, os dois se reencontraram e logo a amizade acabou. Antes, a relação já havia sofrido um abalo, quando Romário pintou na porta de um dos banheiros de seu bar temático sobre o futebol a caricatura do amigo sentado em uma bola furada, logo após a Copa do Mundo de 1998.No Vasco, Edmundo disse que Romário era o "príncipe" de São Januário, por receber privilégios do presidente do clube, Eurico Miranda. A resposta veio rápido: "Agora está todo mundo feliz: o rei (Eurico), o príncipe e o bobo da corte (Edmundo)".O resultado das brigas foi o vice-campeonato no Mundial Interclubes da Fifa, vencido pelo Corinthians, e a saída de Edmundo para o Santos. Nessa época, eles jogaram 45 vezes juntos e venceram 22 partidas, perderam 13 e empataram 10.No ano passado, Romário e Edmundo reataram a amizade. Pessoas próximas aos dois marcaram uma feijoada, durante uma "pelada" de fim de semana, e houve a reconciliação. "Desta vez nós estamos mais amadurecidos e todos os problemas foram resolvidos", garantiu Romário, que deu o aval para o Fluminense contratar Edmundo.?Essa dupla já teve bons e maus momentos. Vamos ver se agora a gente consegue colher frutos positivos?, disse Edmundo, ao ser apresentado na tarde desta terça-feira, em Juiz de Fora, onde o Fluminense faz a pré-temporada. ?Mas, nesse momento, estou mais preocupado em recuperar minha condição física e não com essas coisas. Até porque, a gente só pode falar com a bola nos pés.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.