Nova derrota põe São Caetano em alerta

O ambiente descontraído das últimas semanas não existe mais, depois de duas derrotas consecutivas do São Caetano em menos de uma semana. O elenco está em alerta para evitar o começo de uma má fase no jogo contra o Figueirense, domingo, às 16 horas, no estádio Anacleto Campanella, pelo Campeonato Brasileiro.Foi o que restou após a derrota para o Santos, quarta-feira à noite, por 1 a 0, pela Copa Sul-Americana. Antes, no domingo, o São Caetano tinha perdido para o Paysandu, por 1 a 0, em Belém, pelo Brasileiro. Mas os poucos comentários na reapresentação dos jogadores, nesta quinta-feira à tarde, foram com relação à última derrota. O técnico Tite acha que o jogo contra o Santos acabou "decidido nos detalhes". Enquanto isso, os atletas preferiram reclamar da arbitragem de Paulo César de Oliveira. O time para enfrentar o Figueirense deve ser definido após o treino coletivo marcado para sexta-feira à tarde. Marlon pode voltar à lateral-direita, depois da atuação decepcionante de Ângelo. No ataque, Somália deve continuar no lugar de Adhemar, que não atravessa bom momento e só marcou três gols na competição. "O Somália serve como referência dentro da área, por sua própria condição física", justificou o técnico Tite. O atacante Warley, que recebeu uma forte pancada no joelho direito após choque com o goleiro Fábio Costa, preocupa o departamento médico do São Caetano. O local está bastante inchado e ele deve ser poupado dos treinamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.