Montagem/Estadão
Oitavas de final da Copa do Brasil serão sorteadas nesta terça e podem ter clássicos Montagem/Estadão

Oitavas da Copa do Brasil podem ter dois clássicos paulistas

Sorteio dos confrontos será realizado nesta terça, na sede da CBF

Igor Ferraz, O Estado de S. Paulo

03 de agosto de 2015 | 18h00

Nesta terça-feira, às 11 horas, será realizado o sorteio da fase de oitavas de final da Copa do Brasil, que pode até contar com dois clássicos paulistas. Isso porque Corinthians e São Paulo, participantes da Copa Libertadores 2015, figuram no Pote 1, enquanto Palmeiras e Santos integram o Pote 2.

O regulamento é simples: os oito times do Pote 1 terão seus adversários sorteados do Pote 2. O primeiro conta com as cinco equipes que disputaram a Libertadores no primeiro semestre (Cruzeiro, Corinthians, Atlético-MG, São Paulo e Internacional), mais o 5º colocado do Brasileirão 2014 (o Fluminense) e os dois melhores colocados no ranking da CBF (Flamengo e Grêmio, 3º e 4º colocados, respectivamente). O restante das equipes que avançaram até esta fase contemplam o segundo pote.

Com isso, há quatro combinações de clássicos paulistas possíveis: Corinthians e Palmeiras, Corinthians e Santos, São Paulo e Palmeiras e São Paulo e Santos, que podem pintar já na fase de oitavas de final. Para chegar entre os 16 melhores do torneio, o Palmeiras despachou o Vitória da Conquista, o Sampaio Corrêa e o ASA de Arapiraca. O Santos, por sua vez, bateu Londrina, Maringá e Sport. São Paulo e Corinthians ainda farão sua estreia na competição. Além dos dérbis paulistas, também existem duas possibilidades de clássico carioca: Flamengo e Vasco ou Fluminense e Vasco. 

A Copa do Brasil 2015 mostra força: são 21 títulos nos currículos dos clubes. Grêmio e Cruzeiro, maiores campeões da competição, têm quatro títulos cada. Flamengo e Corinthians vêm na sequência, com três. O Palmeiras tem dois, enquanto Fluminense, Vasco, Inter, Santos e Atlético-MG possuem um título cada. São Paulo, Coritiba, Figueirense, Ituano, Ceará e Paysandu buscam o título inédito.

Após o sorteio dos confrontos, às 11 horas, serão sorteados os mandos de campo, às 15h, também na sede da CBF, no Rio de Janeiro. Vale lembrar que a partir desta fase, os jogos de volta não são mais eliminados em caso de vitória do visitante por 2 ou mais gols de diferença no jogo de ida. O Atlético-MG, atual líder do Campeonato Brasileiro, defende o título do torneio doméstico. Em 2014, derrotou o rival Cruzeiro na final pelo placar agregado de 3 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Ituano e Paysandu apostam no 'fator zebra' da Copa do Brasil

Inevitavelmente, equipes terão 'pedreiras' pela frente nas oitavas

Igor Ferraz, O Estado de S. Paulo

03 de agosto de 2015 | 18h00

O histórico da Copa do Brasil não nega: as zebras têm a sua vez na competição. 'Franco-atiradores' nas oitavas de final, que terão seus confrontos sorteados nesta terça-feira, Ituano e Paysandu terão, invariavelmente, alguma 'pedreira' pela frente. Integrantes do Pote 2, enfrentarão um dos participantes da Libertadores 2015, Flamengo, Fluminense ou Grêmio. As duas equipes reconhecem a dificuldade, mas apostam que podem surpreender ainda mais no torneio.

"Sabemos da dificuldade", afirma Juninho Paulista, gestor de futebol do Ituano. "Qualquer adversário que formos enfrentar será tido como favorito, mas continuamos acreditando. O futebol é decidido dentro do campo", disse o pentacampeão mundial em conversa com o Estado. O Galo de Itu aposta em, pelo menos, uma boa apresentação nas oitavas de final pensando na manutenção do elenco, que perdeu apenas dois jogadores desde o Campeonato Paulista.

O Ituano é o único remanescente da Copa do Brasil que não disputa nenhuma divisão do futebol nacional. Por isso, a equipe apostará todas as suas fichas no torneio doméstico: "Nosso foco principal é a Copa do Brasil, mas não dizer se a ausência em outras competições nacionais é algo favorável. As outras equipes estão jogando em um ritmo e em um nível de competitividade maior, e isso pode ser ruim para o Ituano", pondera Juninho.

Tarcísio Pugliese, técnico do Ituano, completou um ano de trabalho recentemente. A continuidade do técnico vai na contramão da grande maioria dos clubes brasileiros: apenas dois remanescentes da Copa do Brasil mantêm seus comandantes há mais de um ano: Atlético-MG (com Levir Culpi) e Figueirense (com Argel Fucks). Para Juninho Paulista, Tarcísio é um comandante que se adequa ao perfil do clube, e este pode ser outro fator favorável ao Galo de Itu na competição.

"Quando estudamos um técnico novo, prezamos, além da parte técnica, tática e disciplinar, pelo gosto de trabalhar com jovens. Não pode ter medo de lançar jogadores e deve aceitar o trabalho com a base. Tarcísio está muito bem. Não enxergamos apenas o resultado, mas analisamos o padrão de jogo e isso vem nos agradando", conclui o gestor de futebol do Ituano.

PAYSANDU DIVIDIRÁ ATENÇÕES COM A SÉRIE B

Apenas a região Centro-Oeste não possui representantes entre os 16 melhores da Copa do Brasil. No Norte do País, o Paysandu busca quebrar a polarização e surpreender os grandes do Sul e do Sudeste: "Todos os potenciais adversários são muito difíceis, de Série A, e a expectativa é a de que o Paysandu possa fazer um grande jogo", afirma Alberto Maia, presidente do clube paraense, também em conversa com o Estado.

Na Série B, o clube vem fazendo um ótimo papel e está mais vivo do que nunca na briga pelo retorno à elite do futebol brasileiro. No momento, ocupa a sexta posição na tabela com 27 pontos, apenas três atrás do líder Botafogo. Portanto, conciliar a boa fase com as duas competições será o grande desafio do Paysandu: "Temos que tentar dar continuidade na permanência na Copa do Brasil. A ideia é dar tratamento especial às duas competições", garante Alberto Maia.

"Confiamos em nossa equipe" - prossegue o presidente - "Não estamos aqui para escolher adversário, mas quem for sorteado pode ter a certeza que iremos honrar as cores."  No elenco, o Paysandu conta, como 'medalhões', o zagueiro Gualberto e os volantes Augusto Recife e Fahel. Yago Pikachu, que pode jogar tanto de meia como lateral-esquerdo, é o grande destaque da equipe.

Em respeito às suas torcidas, Ituano e Paysandu garantem que não irão vender o mando de campo na partida das oitavas de final. A iniciativa vem sendo adotada por muitas equipes que enfrentam os 'gigantes' da primeira divisão. Em termos de renda, a iniciativa é válida, mas os clubes de Itu e de Belém apostam em seus estádios (Novelli Júnior e Mangueirão, respectivamente) pensando no rendimento de seus jogadores.

"Aqui, no Pará, não existe a mínima possibilidade (de venda de mando de campo). Temos uma torcida apaixonada que irá lotar o Mangueirão. Em sinal de respeito a eles, consideramos esta chance inexistente", garante o presidente Alberto Maia. "Nós temos o Novelli Júnior, que é um dos melhores estádios do interior. Pela questão financeira, seria melhor, mas preferimos jogar em nosso estádio. Aqui é nossa casa", finaliza Juninho Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Confira um Raio-X dos times das oitavas da Copa do Brasil

Paysandu, Ceará e Ituano buscam surpreender na competição

Igor Ferraz, O Estado de S. Paulo

03 de agosto de 2015 | 18h00

O sorteio dos confrontos e dos mandos de campo das oitavas de final da Copa do Brasil acontecerão nesta segunda. Os times do Pote 1 (composto pelas equipes que jogaram a Libertadores, mais Fluminense, Flamengo e Grêmio) conhecerão seus adversários do Pote 2, onde se encontram as 'zebras'. Dois clássicos paulistas podem acontecer já nesta fase, sendo que Corinthians e São Paulo integram o primeiro pote e, Palmeiras e Santos, o segundo. Confira um raio-x de todas as equipes que ainda brigam na Copa do Brasil!

O que esperar das oitavas de final Copa do Brasil?

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.