Nove jogos abrem Brasileiro da Série B

O Campeonato Brasileiro da Série B também começa neste sábado com nove partidas, sendo seis partir das 16 horas e mais três às 20h30. No total, serão 22 clubes, lutando por duas vagas para a Série A do próximo ano num total de 231 jogos somente na primeira fase, disputada em turno único. Os oito primeiros colocados vão passar à segunda fase e brigar pelo título, enquanto os últimos seis serão rebaixados para a Série C. Um dos destaques da rodada inaugural é o confronto paulista entre Portuguesa e Guarani, às 20h30, no Canindé. A Lusa está animada depois de fugir do rebaixamento no Campeonato Paulista e tem no seu comando o técnico Giba. O Guarani, rebaixado ano passado , tenta se organizar com José Carlos Serrão, ex-Mogi Mirim. Em casa, às 16 horas, o Marília vai enfrentar o Vitórias, campeão baiano. À noite, acontece a estréia de outro paulista. O Santo André, quarto colocado no Paulistão, enfrenta o CRB, em Maceió. Duas partidas serão disputadas com portões fechados e com os mandantes jogando longe de seus estádios, em virtudes de incidentes na Série B de 2004. O Avaí-SC recebe o Ceará-CE, no estádio Hercílio Luz, em Itajaí, sem torcida, devido a um radinho de pilha arremessado para o gramado do Estádio da Ressacada na partida contra o Bahia, pelo quadrangular final. O time catarinense, que perdeu o acesso para o Fortaleza por um gol, será comandado por José Galli Neto e tem como destaque o meia Yan (ex-Vasco e Fl uminense). Do outro lado, o Ceará, que eliminou o Flamengo da Copa do Brasil, conta com o experiente treinador Jair Pereira. Quem também vai jogar sem público é o Bahia. Em virtude dos objetos jogados contra o árbitro Paulo César de Oliveira no jogo diante do Brasiliense, na Fonte Nova. O tricolor baiano recebe a Anapolina-GO no estádio Jóia da Princesa, em Feira de Santana. Vice-campeão da Série B pelo Fortaleza, o técnico Zetti estréia no Bahia e tenta o seu segundo acesso. Do outro lado, a Anapolina, um dos times que menos investiu para a competição, será comandado por Aderbal Lana, técnico que fez história no futebol amazonense treinando o São Raimundo. O Tufão, único representante do Norte do Brasil, recebe em Manaus o Sport Recife. Dois ex-laterais da Seleção Brasileira estarão no banco de reservas como técnicos: Luis Carlos Winck, pelo São Raimundo, e Zé Teodoro, pelo time de Pernambuco. Dois times entram em campo sem técnico. O Vila Nova-GO, que após o título goiano perdeu Edson Gaúcho, recebe o Ituano, sob o comando interino do auxiliar Hermógenes Júnior. Situação pior vive o Caxias, que às vésperas do jogo diante do Criciúma, ficou sem o técnico Mano Menezes e o auxiliar Sidnei Lobo, que foram para o Grêmio. A dupla inicia seu trabalho no time gremista às 20h30, diante do Gama, em Brasília. Mano Menezes substitui Hugo de Leon, demitido após a derrota de 3 a 0 para o Fluminense, na Copa do Brasil, com a missão de recolocar o tricolor gaúcho na elite do futebol brasileiro. Vice-campeão da Série C em 2004, o Gama volta à Segunda Divisão. A rodada será completada domingo com mais dois jogos. O União Barbarense, campeão da Série C de 2004, recebe o Náutico, enquanto o Paulista vai até Recife encarar o Santa Cruz, campeão pernambucano. Confira os jogos da 1ª rodada: 16 horas - Avaí-SC x Ceará-CE; Caxias-RS x Criciúma-SC; Vila Nova-GO x Ituano-SP; Bahia-BA x Anapolina-GO; São Raimundo-AM x Sport-PE; Marília-SP x Vitória-BA; 20h30 - CRB-AL x Santo André-SP; Portuguesa-SP x Guarani-SP; Ga ma-DF x Grêmio-RS. Domingo - 16 horas - União Barbarense-SP x Náutico-PE e Santa Cruz-PE x Paulista-SP.

Agencia Estado,

23 Abril 2005 | 12h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.