Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Novidade no Palmeiras: aposta nos garotos

A torcida do Palmeiras terá uma atração extra na partida do time contra o União São João, neste sábado, às 16 horas, no Palestra Itália. Em campo, um fenômeno pouco comum no clube: mais da da metade da equipe titular foi formada nas categorias de base do Parque Antártica. Seria a versão alviverde dos "Meninos do Parque"?"Acho que é o que está surgindo. Mas temos um longo caminho pela frente porque não vai adiantar nada se a gente não subir para a primeira divisão", afirmou o volante Alceu.Alceu explica que o grupo não é formado somente por ele, o também volante Correia, os atacantes Vágner e Edmílson, o meia Diego Souza e o zagueiro Gláuber, que serão titulares contra o União São João. "Temos outros jogadores neste grupo como o goleiro Diego, o atacante Anselmo, o volante Francis e o lateral Barão."Vágner, que volta ao time depois de sua participação nos Jogos Pan-Americanos ao lado de Diego Souza, está animado com a possibilidade de jogar com atletas que conhece bem. "É meio como uma família", disse o jogador. Juntos, ele e Edmílson marcaram mais de 60 gols nas categorias de base. "Eu só preciso ouvir o grito do Vágner para saber onde ele está e o que eu tenho de fazer", revelou Edmílson, para explicar o entrosamento da dupla, que assim como o restante do time não espera facilidade contra o União São João, lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro.Segundo o técnico Jair Picerni, a opção pelos garotos se deu simplesmente porque os jogadores corresponderam às suas expectativas em campo. Por este motivo, todos terão a mesma responsabilidade dos colegas mais experientes.Processo - A juíza Márcia Souza e Silva de Oliveira, da 2ª Vara Criminal Federal, será a responsável pelo recebimento e instauração do processo crime contra Mustafá Contursi na condição de presidente do Palmeiras. O dirigente foi denunciado por sonegação de R$ 696.012,95 relativos ao pagamento da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) . A pena para o crime varia de 2 a 5 anos de reclusão mais multa.

Agencia Estado,

22 de agosto de 2003 | 20h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.