Novo diretor da CBF sofre investigação

O novo diretor do Departamento Técnico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Virgílio Elísio da Costa Neto, que vai assumir o cargo na terça-feira, está sendo apontado, por uma auditoria feita em sua gestão à frente da Federação Baiana de Futebol (FBF), de ter conduzido negócios irregulares e de malversação de fundos. Costa Neto presidiu a FBF durante sete anos.Pessoas ligadas à cúpula da entidade não escondem a preocupação com a indicação de Costa Neto para ocupar um cargo diretivo. Afinal, a CBF já está cheia de problemas e é alvo de várias denúncias e sua nomeação pode trazer uma complicação a mais. A CBF e seu presidente, Ricardo Teixeira, são investigados pela CPI do Futebol por evasão de divisas, lavagem de dinheiro, apropriação indébita e sonegação fiscal.Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.