Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Érico Leonan/São Paulo FC
Érico Leonan/São Paulo FC

Novo dirigente do São Paulo, Ricardo Rocha cobra valorização da base

Ex-zagueiro afirma que clube precisa segurar promessas e evitar vendas precoces para o futebol europeu

O Estado de S. Paulo

28 de dezembro de 2017 | 15h08

O novo coordenador de futebol do São Paulo, Ricardo Rocha, assumiu o cargo nesta quinta-feira com a promessa de valorizar as categorias de base do clube. Em entrevista ao canal SporTV, o ex-zagueiro afirmou que vai trabalhar para a equipe continuar a dar espaço para jovens jogadores, porém com o esforço de evitar as saídas dessas revelações, como houve em 2017.

+ Renan Ribeiro confirma rescisão de contrato

+ Copinha será vitrine para atletas da base do clube

Na última temporada o São Paulo negociou com o futebol europeu nomes como Luiz Araújo, David Neres e Lyanco. "O São Paulo tem uma base fortíssima, onde se gasta muito e precisa revelar. Tem revelado, mas os jogadores saem. Esses jogadores têm que ficar mais, sabendo que é preciso vender. O São Paulo tem uma boa base. O obstáculo ainda é a venda desses jogadores", afirmou o novo dirigente do clube.

Convidado por Raí para assumir o cargo, Ricardo Rocha contou ter se reunido com a diretoria do São Paulo para planejar a próxima temporada e entre os assuntos debatidos, abordaram a utilização de jogadores da base na temporada de 2018. O intuito é priorizar as revelações em vez de gastar em contratações para repor possíveis perdas no elenco.

"Antes de contratar, eu penso na base. O São Paulo tem carência na lateral direita, mas tem que trabalhar pensando no futuro", comentou Ricardo Rocha em referência à posição que perdeu nos últimos dias o argentino Julio Buffarini, que acertou com o Boca Juniors. O coordenador admitiu a possibilidade de o elenco ter novas baixas. "É o início de um trabalho. O São Paulo tem uma base formada, tem jogadores com proposta para sair e o Pratto é um deles", disse.

O atacante argentino interesse ao River Plate. Para a possível reposição à saída dele, o clube avalia a possível vinda de Diego Souza, do Sport.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.