Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Novo plano para tentar salvar a Lusa

Vira e mexe aparece um plano para salvar a Portuguesa. Alguns mirabolantes, como trocar o nome para Bandeirante e Argonautas. O último parece mais sério. É um projeto para criar uma empresa chamada Lusainvest, uma forma de capitalizar o clube sem entregar o comando a gente de fora, como fez o Corinthians."Os próprios sócios põe dinheiro e viram acionistas", explica o conselheiro Vital Vieira. "O problema da Portuguesa é a politicagem, mas aí só vai mandar quem estiver com o dinheiro ardendo. E as pessoas vão querer recuperar o que investiram."Segundo ele, é melhor isso que entregar o comando a uma empresa de fora, como ocorreu com a Ability, que "só visava lucro, vendia jogador sem saber se era bom para o clube". O presidente Manuel da Lupa também não tem saudade da parceria com a Ability, mas exatamente por isso tem dúvidas em relação ao projeto. "Dá para pensar, mas hoje em dia você conta nos dedos os clubes que são S.A. e funcionam.""O projeto é bom, mas estão enrolando porque vai cortar a mamata de muita gente. Quem vai mandar é quem põe o dinheiro, não quem tira", analisa o ex-diretor Emídio Valente.Para ele, no entanto, o problema principal ocorre dentro do alto escalão da diretoria. O vice José Roberto Cordeiro estaria querendo tomar o lugar de Da Lupa. "O Beto está trabalhando contra o Mané de maneira velada. Ele sabe que um jogador é uma m..., mas vai lá e fala: ?Contrata, é bom?."Da Lupa nega. "Não tem nada a ver, somos amigos. Já me perguntaram se a gente brigou, é gente querendo desestabilizar o clube. Se eu estiver ausente, ele assume sem problema." Cordeiro não atendeu a reportagem.É bom que eles estejam unidos mesmo, porque a missão é árdua, especialmente se a Portuguesa cair. O ex-diretor Valente prevê o caos. "Se for rebaixada, vai virar um novo Juventus. Vai perder patrimônio para pagar dívidas e vão penhorar o terreno, o estádio. Vira um clube de bairro." Para o presidente, "seria muito ruim, mas não o fim do mundo".Entre os vários prejuízos, a Lusa perderia R$ 700 mil de direitos de tevê, informa o presidente da Federação Paulista, Marco Polo Del Nero. Para ele, Da Lupa é um bom presidente, mas assumiu tarde. "Se tivesse pego o clube antes, não estaria nessa situação."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.