Novo presidente gremista toma posse e ironiza Internacional

Paulo Odone falou dos projetos para equipe, mas não deixou de comentar eliminação do rival no Mundial

AE, Agência Estado

16 de dezembro de 2010 | 10h19

O presidente eleito Paulo Odone tomou posse do cargo no Grêmio, em cerimônia realizada no salão Nobre do Estádio Olímpico, e comandará o clube pelos próximos dois anos. No evento, o dirigente, que substitui Duda Kroeff, falou dos projetos para a equipe, mas não deixou de comentar a eliminação do rival Internacional no Mundial de Clubes, com surpreendente derrota para o Mazembe, do Congo.

"O que aconteceu ontem [terça-feira] serve de alerta. Mostra que um time precisa entrar em campo sempre com a mesma garra e a mesma pegada e nunca desistir. Nós sabemos bem como é, porque todas nossas conquistas sempre foram difíceis", declarou.

A cerimônia começou com o presidente do Clube dos 13 e ex-presidente gremista, Fábio Koff, parabenizando a administração de Duda Kroeff. Logo após, o próprio Kroeff agradeceu seus colegas pelo trabalho feito nos últimos dois anos.

Por fim, Odone falou sobre suas ambições no novo cargo e ressaltou a importância da nova Arena do Grêmio no projeto de conquistar a hegemonia no futebol gaúcho. "A Arena vai nos ajudar muito neste projeto. Vamos inaugurar este estádio no mínimo com um título mundial", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.