Novo técnico colombiano diz que fica só contra Paraguai e Brasil

Eduardo Lara, novo treinador interino daseleção colombiana, disse nesta quarta-feira que não estádesesperado para dirigir a equipe e esclareceu que só ficará nocargo para as duas próximas partidas das eliminatóriassul-americanas para a Copa de 2010, contra Paraguai e Brasil. Lara foi escolhido depois que a Federação Colombiana deFutebol despediu Jorge Luis Pinto, após duas derrotasconsecutivas, contra o Chile e o Uruguai. O mau desempenholimitou a possibilidade de que os colombianos se classifiquemdiretamente para o Mundial. A Colômbia está em sexto lugar nas eliminatórias, com 10pontos, sete atrás do líder, o Paraguai. "Não estou desesperado para dirigir a seleção principal,porque sei que vou ser o herdeiro natural em algum momentodesta seleção", disse Lara, técnico das divisões de base daColômbia, à rádio local RCN. O técnico disse que, depois das disputas contra Paraguai eBrasil, que acontecem em menos de um mês, ele voltará a dirigiras seleções juvenis, as quais coordena há mais de seis anos. "Vou trabalhar nessas duas partidas com a seleção nacional,depois disso volto ao meu trabalho com as divisões menores,pois temos compromissos", esclareceu. Ele também deixou aberta a porta para convocar jogadorescolombianos que estão em equipes do exterior e do torneiolocal. "A única coisa que espero é que os jogadores que foremchamados venham com a melhor intenção, com a melhor disposiçãode vencer e fazer as coisas bem", concluiu. (Por Nelson Bocanegra)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.