Guilherme Videira/Novorizontino
Guilherme Videira/Novorizontino

Novorizontino é superado pelo Tombense na Série B e chega a seis partidas sem vencer

Com dois jogadores a menos, equipe do interior paulista é superada por 3 a 1 e estaciona na 15ª posição da tabela de classificação

Redação, Estadão Conteúdo

18 de junho de 2022 | 19h56

O Novorizontino segue seu jejum de vitórias na Série B do Campeonato Brasileiro. O time paulista completou neste sábado seu sexto jogo sem vencer ao perder por 3 a 1 para o Tombense, no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte, em jogo válido pela 13ª rodada.

O time paulista teve dois jogadores expulsos - Gustavo Bochecha no final do primeiro tempo e Léo Baiano aos 35 minutos do segundo - e não conseguiu segurar a pressão do time mineiro na parte final. Levou dois gols marcados por Nenê Bonilha, um aos 44 e outro aos 48 minutos do segundo tempo.

Com a derrota, o Novorizontino fica perto da zona de rebaixamento, com 14 pontos na 15ª colocação. O Tombense cola no G-4, na sexta posição, com 19 pontos, dois a menos que o Grêmio, quarto colocado. A partida começou movimentada, com os dois times procurando o ataque desde o início. O time da casa chegou com perigo aos onze minutos, quando Cléo Silva arriscou de fora da área e obrigou o goleiro Felipe Garcia fazer grande defesa.

O Tombense, porém, foi quem abriu o marcador. Aos 19 minutos, Everton Galdino arrumou de cabeça para Keké. O atacante disputou com marcação e a bola sobrou para Renatinho bater de primeira no canto do goleiro Lucas Frigeri.

O Novorizontino buscou o empate cinco minutos depois. Rômulo bateu com categoria de fora da área e acertou a trave de Felipe Garcia. No rebote, Quirino cabeceou com o gol livre para empatar. Após o empate, o Novorizontino pressionou e criou boas chances para virar o marcador. A melhor delas aconteceu aos 37 com Quirino, que girou e bateu com perigo ao gol. No final, porém, o Novorizontino teve Lucas Bochecha expulso após pisão em Rodrigo.

Apesar da desvantagem numérica, o Novorizontino voltou melhor no segundo tempo e criou pelo menos quatro boas chances para virar o placar e vencer. Logo aos sete minutos Diego Torres exigiu boa defesa de Felipe Garcia. Aos 12, Diego Torres novamente teve a chance, mas mandou direto em cima da marcação.

O time paulista seguia mais bem armado em campo e Douglas Baggio, aos 30, teve mais uma chance de virar o marcador ao chutar com efeito de primeira. A bola passou perto da trave esquerda. Três minutos depois, Willian Lepo acertou a trave do goleiro Felipe Garcia.

Aos 36 minutos, porém, o Novorizontino teve Léo Baiano expulso. Com dois a menos, o time paulista não segurou a pressão e sofreu o gol aos 44 minutos. Nenê Bonilha aproveitou ótima jogada de Keké para escorar para o gol. Quatro minutos depois, o mesmo Nenê Bonilha saiu em velocidade pelo lado esquerdo, após contra-ataque, e chutou rasteiro longe do goleiro.

O Novorizontino volta a jogar pela Série B no sábado, pela 14ª rodada, diante do Bahia na Arena Fonte Nova, às 16h. O Tombense joga no domingo (26) às 11h em casa diante do Náutico.

FICHA TÉCNICA

NOVORIZONTINO 1 X 3 TOMBENSE

NOVORIZONTINO - Lucas Frigeri; Felipe Albuquerque (Willian Lepo), Rodolfo Filemon, Ligger (Joílson) e Romário; Léo Baiano, Gustavo Bochecha e Rômulo (Diego Torres); Cléo Silva, Quirino (Ronaldo) e Lucas Tocantins (Douglas Baggio). Técnico: Alan Aal.

TOMBENSE - Felipe Garcia; David, Joseph, Roger Carvalho e Manoel; Rodrigo (Ítalo Henrique), Zé Ricardo (Nenê Bonilha) e Jean Lucas (Kleiton); Keké, Everton Galdino e Renatinho (Diego Ferreira). Técnico: Bruno Pivetti.

GOLS - Renatinho, aos 19, e Quirino aos 24 minutos do primeiro tempo; Nenê Bonilha, aos 44 e aos 48 do segundo.

ÁRBITRO - Paulo Henrique de Souza Salmazio (MS).

CARTÕES AMARELOS - Lucas Tocantins, Vinícius Almeida, Ligger, Rodolfo Fliemon, Léo Baiano e Felipe Alburquerque (Novorizontino) e Rodrigo e Jean Lucas (Tombense).

CARTÕES VERMELHOS - Gustavo Bochecha e Léo Baiano (Novorizontino).

RENDA - R$ 22.575,00.

PÚBLICO - 1.354 pagantes.

LOCAL - Estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.