Novorizontino se livra da queda e briga por vaga após vitória

De uma só vez, o Novorizontino, um dos caçulas desta temporada, se livrou da ameaça do rebaixamento e se manteve vivo na briga por uma das vagas nas quartas de finais do Campeonato Paulista. Isso depois de vencer o rebaixado Rio Claro por 2 a 0, neste domingo, no estádio Jorge Ismael de Biasi, na cidade de Novo Horizonte (SP), pela 14.ª rodada, a penúltima da fase classificatória.

Estadão Conteúdo

03 de abril de 2016 | 20h31

A vitória deixou o caçula na vice-liderança do equilibrado Grupo B, com 21 pontos. Está igual ao Palmeiras em pontos, mas perde a liderança no número de vitórias: 6 a 5 para o time da capital, que venceu o clássico contra o Corinthians. O equilíbrio é tão grande nesta chave que a diferença entre o primeiro colocado Palmeiras e o último, o Ituano, é de apenas dois pontos. Ou seja, todos têm chances de classificação na rodada final.

O último jogo do Novorizontino vai ser contra o Corinthians, em São Paulo. Uma missão complicada. O Rio Claro vai encerrar a sua participação contra a Ponte Preta, em casa, mas com apenas a obrigação de cumprir tabela. Soma nove pontos e ocupa a lanterna da classificação geral. Não vence há oito rodadas, com dois empates e seis derrotas.

Querendo esquecer a derrota diante do Red Bull Brasil, que derrubou a série invicta de seis jogos, o time da casa foi logo para cima do visitante. Tanto que abriu o placar aos 12 minutos. Pedro Carmona, de pé trocado, cobrou escanteio em curva e o grandalhão Fahel subiu para desviar de cabeça. A bola entrou no ângulo.

O Rio Claro só ameaçou aos 32 minutos, em uma cobrança de falta de Luís Felipe. Ele encobriu a barreira, mas o goleiro Veloso subiu e mandou a bola para escanteio. O segundo gol saiu aos 28. Wesley lançou Roberto em velocidade pelo lado direito e ele cruzou. Na pequena área, sozinho, Michel ajeitou a bola e escolheu o canto.

No segundo tempo, o time da casa administrou a vantagem. O Rio Claro foi um time valente, que correu bastante, mas que não chegou com perigo na frente. A torcida vibrou muito aos 36 minutos, quando soube que, em Itu (SP), o Ituano, concorrente direto, sofreu um gol para o Mogi Mirim.

FICHA TÉCNICA

NOVORIZONTINO 2 x 0 RIO CLARO

NOVORIZONTINO - Veloso; Domingues, Jéci e Luizão; Cléo Silva, Fahel, Michel, Pedro Carmona (Pereira) e César (Deda); Wesley (Éder Sciola) e Roberto. Técnico: Guilherme Alves.

RIO CLARO - Lucas Figeri; Luís Felipe, Odair Lucas, João Gabriel e Felipe Saturnino; Elsinho, Rodrigo Celeste, Jean Patrick (Chico) e Everton; Romarinho (Índio) e Lucas Xavier (José Vitor). Técnico: Sérgio Guedes.

GOLS - Fahel, aos 12, e Michel, aos 28 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Pedro Carmona (Novorizontino); Luís Felipe, José Vitor e João Gabriel (Rio Claro).

ÁRBITRO - Rodrigo Gomes Paes Domingues.

RENDA - R$ 109.800,00.

PÚBLICO - 5.864 pagantes.

LOCAL - Estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.